Soja começa semana operando na casa dos US$ 10 por bushel em Chicago puxada pela demanda

Publicado em 14/09/2020 07:54 e atualizado em 14/09/2020 11:03 3554 exibições
USDA pode trazer novos anúncios de vendas; clima no Brasil também chama atenção dos traders

LOGO nalogo

A semana começa com os preços da soja trabalhando na casa dos US$ 10,00 por bushel nesta segunda-feira (14) na Bolsa de Chicago. Por volta de 7h30 (horário de Brasília), os futuros da oleaginosa subiam entre 3,25 e 5 pontos nos principais vencimentos, levando o novembro a US$ 9,99, o março/21 a US$ 10,01 e o maio/21 a US$ 10,00. A demanda chinesa, de acordo com especialistas internacionais, é o principal estímulo para as cotações. 

Com uma safra menor vinda dos EUA, as compras da China no mercado norte-americano seguem fortes e acabam por ter um impacto ainda maior sobre o andamento das cotações na CBOT. Assim, os traders esperam que a semana seja, mais uma vez, marcada pelos anúncios diários do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de novas operações para a nação asiática. 

Em Chicago, os traders acompanham ainda as condições de clima no Brasil, que vem dando início à sua safra 2020/21 e sob a influência de La Niña em algumas regiões e ainda sofrendo com o tempo muito quente e seco, o qual não permitiu os trabalhos de campo no Paraná, onde o vazio sanitário terminou no último dia 10. 

As chuvas melhores estão previstas para chegarem no final de setembro, permitindo o início da semeadura. Os mapas climáticos para o Brasil, portanto, são acompanhados hora a hora. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário