Aprosoja/MS alerta sobre risco de sementes por correspondência

Publicado em 18/09/2020 16:23 167 exibições

Depois dos Estados Unidos, iniciou no Brasil a prática de recebimento via correios de pacotes de sementes não solicitadas. Em Mato Grosso do Sul houveram registros em Dourados e Campo Grande e segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho de MS (Aprosoja/MS) o desconhecimento da origem pode representar grande risco sanitário.

A Associação segue a orientação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e alerta os cidadãos brasileiros para que tenham cuidado e não abram encomendas deste tipo que cheguem em suas residências sem conhecimento.

A orientação é para que, caso não tenha feito compra on-line ou não reconheça o remetente, entre em contato com a Superintendencia Federal de Agricultura. (SFA-MS), pelo telefone (67) 3041 9319 e leve pessoalmente as sementes na Rua Dom Aquino 2696, centro de Campo Grande.

Em nota o Mapa confirma que a importação de vegetais sem autorização pode facilitar a entrada de pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, além de causar prejuízos econômicos. Para evitar o risco fitossanitário, o Mapa atua no controle do e-commerce internacional com equipe dedicada a fiscalizar e impedir a entrada de material sem importação autorizada no País. Caso isso venha a ocorrer no Brasil, o Ministério espera que a sociedade colabore e siga as orientações repassadas.

Segundo informações do órgão de defesa agropecuária americano (APHIS-USDA) enviadas ao Mapa, o caso está sob investigação em conjunto com outras agências de segurança dos Estados Unidos. Até o momento, as evidências apontam para uma ação conhecida como brushing scam – estratégia do e-commerce utilizada para gerar números falsos de pedidos e reviews positivos, o que beneficiaria o vendedor on-line ou o site.

Tags:
Fonte:
Aprosoja/MS

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário