Soja: Cotações futuras ampliam as perdas na sessão desta 3ª feira em Chicago

Publicado em 29/09/2020 11:58 388 exibições
Ritmo de colheita da soja americana está pressionando o mercado

LOGO nalogo

Na tarde desta terça-feira (29), os vencimentos da soja trabalham com desvalorizações na Bolsa de Chicago (CBOT). Por volta das 11h50 (Horário de Brasília), os principais contratos registravam com recuo de 7,75 a 7,50 pontos com Novembro/20 precificado a US$ 9,88 por bushel e o Janeiro/21 estava cotado a US$ 9,92 por bushel.

Segundo o Analista de Mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, o ritmo de colheita da soja americana está impactando nas cotações em Chicago e 20% das lavouras já foram colhidas. “Os trabalhos de campo estão avançados por conta do plantio ter sido mais acelerado neste ano. Os produtores americanos estão dando preferência por colher a soja e deixando o milho para depois”, informou Brandalizze. 

+ USDA: EUA já colheram 20% da soja e 15% do milho

As cotações futuras da soja em Chicago também estão sendo influenciadas pela as chuvas que ocorreram no Brasil, principalmente em Santa Catarina e Paraná. “Os agentes olharam para o Paraná e pensaram que era o Brasil todo, mas isso acabou pressionando os preços na Bolsa”, destacou. 

Mercado Interno 

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o presidente do Sindicato Rural de Cláudia/MT, Sérgio Ferreira, apontou que as chuvas ainda não chegaram como o necessário em Cláudia no Mato Grosso e o plantio da safra de soja 2020/21 ainda não começou. A expectativa é que precipitações aconteçam no próximo mês e permitam o início dos trabalhos por volta do dia 15 de outubro.

Nesta terça-feira (29),  o Departamento de Economia Rural (Deral) informou que o plantio de soja no Paraná atingiu 3% da área projetada. “Os trabalhos começaram com relativo atraso na comparação com a temporada passada, quando até 30 de setembro o Paraná tinha 10% da área plantada”, informou o Deral à Reuters. 

Leia Mais:

+ Avanço da colheita americana pesa sobre os preços da soja em Chicago nesta 3ª feira

+ Plantio de soja no Paraná atinge 3% da área e tem atraso ante 2019, diz Deral

+ Ainda sem registrarem boas chuvas, produtores de Cláudia/MT pretendem iniciar plantio da soja em 15 de outubro

Tags:
Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário