Soja trabalha em campo misto nesta 6ª feira, com mercado se ajustando após semana agitada

Publicado em 23/10/2020 08:27 e atualizado em 23/10/2020 10:54 667 exibições

LOGO nalogo

A soja opera estável e em campo misto nesta sexta-feira (23) na Bolsa de Chicago. Depois de uma semana agitada, os contratos novembro e janeiro perdiam 1 e 0,75 ponto, para US$ 10,72 e US$ 10,71 por bushel, enquanto o maio e o julho subiam 0,75 e 0,25 ponto, para serem cotados a US$ 10,55 e US$ 10,56. 

O mercado vem ajustando e corrigindo suas posições às vésperas do final de semana e também à espera de novas notícias que possam movimentar os preços de forma mais intensa. De qualquer forma, de acordo com analistas e consultores, a tendência de alta permanece diante de tantos fundamentos positivos. 

"Sendo véspera de final de semana, com a eleição presidencial americana a apenas alguns dias e o final do mês se aproximando, é possivel vermos uma postura defensiva e de proteção dos traders, com alguns querendo garantir parte dos lucros recentes. Isso em nada tira o suporte fundamental das commodities agrícolas, onde a tendência ainda é de alta no médio prazo. O momento portanto é técnico", explica Steve Cachia, consultor de mercado da Cerealpar e da TradeHelp.

E Cachia explica ainda que, com "o fator da forte demanda absorvido pelo mercado", uma mudança de direção dos preços só deve acontecer se a China parar de comprar nas próximas semanas. Assim, "o foco passa a ser o fenômeno La Niña e o efeito sobre as lavouras na América do Sul".

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira (23):

+ Prêmios para soja nos EUA seguem em alta nas últimas semanas movidos pela forte demanda no mercado físico

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP

    Premios da soja subindo e deverao subir muito mais, chegando aos patamares similares aos atuais para inicio safra 20/21. Os precos na boca da safra deverao serem iguais aos praticados atualmente, e dependendo dos efeitos da La nima no clima, poderao ate serem maiores.

    3