Soja intensifica perdas na Bolsa de Chicago nesta 2ª feira e recuo passa de 1%

Publicado em 30/11/2020 12:33 e atualizado em 30/11/2020 13:47 1353 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja vai intensificando suas baixas no pregão desta segunda-feira (30) na Bolsa de Chicago. Por volta de 13h20 (horário de Brasília), as cotações recuavam entre 12,75 e 15,25 pontos nas posições mais negociadas, levando o janeiro a US$ 11,76 e o março a US$ 11,77 por bushel. 

Além das correções típicas do final do mês no mercado futuro, depois das altas intensas acumuladas nos últimos meses, o mercado também reflete uma melhora das condições de clima na América do Sul e também a falta de novas vendas de soja dos EUA para a China nos anúncios diários do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). 

De acordo com informações da PÁTRIA Agronegócios, já há melhoras significativas para Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com ocorrência de chuvas mais significativas. E para os próximos cinco dias, são esperadas precipitações entre 80 e 120 mm. 

"O mesmo padrão vem sendo projetado para todo norte e nordeste de soja da Argentina, assim como toda a regiã produtora de soja do Paraguai. As boas notícias não param por aí, uma vez que chuvas de mesma intensidade se espalham pelo sul do Mato Grosso do Sul e todo estado de São Paulo", explica Matheus Pereira, diretor da consultoria. 

Ainda assim, algumas regiões produtoras ainda sofrem com a irregularidade das chuvas e com a ameaça ao potencial produtivo da safra 2020/21. 

Leia Mais:

+ Inmet: Semana começa com previsão de chuvas no sul do Brasil; SC deve receber os maiores volumes

Além das questões climáticas, relações mais desalinhadas entre China e Estados Unidos também pesam sobre as cotações em Chicago. Desde a última semana, uma série de notícias vem mostrando novas e acirradas tensões entre Pequim e Washigton, o que acaba servindo de combustível para os movimentos de realização de lucros da oleaginosa na CBOT.

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário