Em semana de novo relatório do USDA, mercado da soja tem 2ª de baixas em Chicago

Publicado em 07/12/2020 08:10 2862 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja na Bolsa de Chicago dá início à semana operando em queda. Por volta de 7h50 (horário de Brasília), as posições mais negociadas perdiam entre 7 e 8,75 pontos, levando o janeiro a US$ 11,54 e o março a US$ 11,56 por bushel.

Os traders reagem à melhora das chuvas no Braisl, porém, seguem atento às condições climáticas noas demais países produtores da América do Sul. Paralelamente, se ajustam ainda à chegada do novo boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no dia 10. 

"Atenção ainda à greve dos trabalhadores da indústria do complexo soja na Argentina, às perdas do petróleo e às notícias sobre as vacinas contra o Covid-19", explica Steve Cachia, consultor da Cerealpar e da TradeHelp. 

Ainda segundo ele, os preços da oleaginosa precisam de mais novidades para seguir sua escalada. "Qualquer mercado altista precisa de munição para manter a tendência e, no caso da soja, faltam novidades para uma retomada da alta. A volta da China ao mercado americano e/ou atualizações sobre o clima no Brasil podem ser fatores capazes de reativar compras especulativas", diz Cachia. 

Veja como fechou o mercado na última semana:

+ Carlos Cogo: Perdas recentes da soja em Chicago são exageradas; safras menores vão mudar o mercado

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário