Bahia sedia dia 4 de fevereiro a Abertura Nacional da Colheita de Soja 2020/21

Publicado em 15/01/2021 16:50 172 exibições

O estado da Bahia e a região do Matopiba vão sediar pela primeira a Abertura Nacional da Colheita de Soja da Safra 2020/2021, que vai ocorrer na sede da Fundação Bahia, em Luís Eduardo Magalhães (BA), no dia 4 de fevereiro.

Em virtude da pandemia do coronavírus, o maior evento da sojicultura nacional será promovido em um formato multiplataforma, interligando palestrantes, convidados e jornalistas via internet com os participantes no local do evento, que estarão em número reduzido e respeitando todos os protocolos de segurança da Covid 19.

A Abertura da Colheita terá a participação de autoridades do Poder Executivo como a ministra Tereza Cristina, o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Sérgio Souza (MDB/PR), além de lideranças regionais, pesquisadores e produtores rurais.

“Estamos muito orgulhosos de receber este importante evento e ter a oportunidade de mostrar um pouco da nossa realidade, da nossa pujança, dos atrativos e da nossa produção crescente. Mesmo não podendo ter um evento presencial, faremos uma festa para ficar marcada na história”, diz o presidente da Aprosoja Bahia, Alan Juliani.

Em 2015 o município de Porto Nacional (TO) foi palco da Abertura Nacional do Plantio da Safra 2015/2016. 

Devido ao atraso no plantio causado pela falta de chuvas no período de semeadura, a cerimônia simbólica da colheita da soja, que normalmente ocorre em janeiro, será realizada em fevereiro.

Alguns palestrantes já confirmaram presença:

Painel 1 – Como ficará o mercado da soja nesse período de colheita?

1- Liones Severo, dir. da SimCosult
2- Étore Baroni, consultor da Stonex
3- Luis Fernando Gutierrez, analista da Safras & Mercado
4- Matheus Pereira, sócio-diretor da Pátria Agronegócios

Painel 2 – Vendas de terras para estrangeiros e os impactos dessa liberação

1- Rudy Ferraz- consultor jurídico da CNA
2- Aprosoja Brasil
3- Alan Juliani, presidente da Aprosoja Bahia

Painel 3 – Premissas e impactos da reforma tributária para o agronegócio

1- Renato Conchon, coordenador de assuntos econômicos CNA
2- Aprosoja Brasil

Clima

Durante todo o evento, o diretor da Somar Meteorologia, Paulo Etchichury, vai passar as previsões para cada uma das regiões do país.

Estimativa 20/21

De acordo com a Aprosoja Brasil, os produtores brasileiros devem colher 127,57 milhões de toneladas de soja na safra 2020/2021, um acréscimo de 2,2% sobre os 124,4 mi/t da safra passada, representando um novo recorde de produção da oleaginosa.

Antes do plantio, a Aprosoja Brasil havia estimado a safra 20/21 em 134,5 milhões de toneladas. No entanto, de acordo com o presidente da entidade, Bartolomeu Braz, o reajuste dos números se deve às perdas de produtividade em algumas regiões em decorrência do fenômeno La Niña.

“A redução da nossa estimativa reflete problemas decorrentes da falta de chuvas em regiões pontuais de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e novamente Rio Grande do Sul pelo segundo ano consecutivo. Também contribuiu para este novo cenário o atraso no plantio e a ausência de chuvas regulares”, explica.

Tags:
Fonte:
Aprosoja Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário