Soja segue reajustando preços na Bolsa de Chicago nesta 3ª de olho na China e no financeiro

Publicado em 02/03/2021 07:55 e atualizado em 02/03/2021 11:02 2642 exibições

LOGO nalogo

O recuo dos preços da soja continua na Bolsa de Chicago nesta terça-feira (2). Por volta de 7h50 (horário de Brasília), as cotações perdiam entre 4,50 e 8,50 pontos, levando o março a US$ 13,88 e o agosto a US$ 13,30 por bushel. 

O mercado dá continuidade ao seu movimento de realização de lucros e acompanha as demais commodities que também operam no vermelho. Na CBOT, recuavam os prçeos do milho e em Nova York, o café, açúcar, algodão e o petróleo. 

Além da pressão vinda do financeiro, com a "alta taxa de juros de longo prazo nos EUA derrubando ativos de risco e afetando as commodities", como explicam os analistas da Agrinvest Commodities, as baixas refletem ainda a China menos presente neste momento no mercado da soja. 

De acordo com aos analistas da consultoria, o farelo continua caindo na Bolsa de Dalian, "reforçando a seriedade das zoonoses". 

Mais do que isso, ainda como epxlica a Agrinvest, "a redução dos atrasos dos embarques no Brasil derrubam os preços no complexo soja em Dalian e também na CBOT". 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

+ Soja: China bem comprada e clima mais favorável ao plantio nos EUA podem limitar movimento de alta em Chicago

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário