USDA: Expectativa do mercado é de redução nos estoques de grãos

Publicado em 07/12/2010 09:47 e atualizado em 07/12/2010 13:46 885 exibições
Nesta sexta-feira, 10, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga seu relatório mensal de oferta e demanda de dezembro. Segundo uma pesquisa da agência Bloomberg, os estoques norte-americanos bem como os mundiais de soja, milho e trigo depois da colheita do ano, provavelmente, serão menores do que o previsto pelo departamento em novembro em razão da forte demanda pelos produtos.

A expectativa do mercado para as reservas dos EUA de milho é de 20,48 milhões de toneladas, em novembro, o USDA estimou estoques em 21,01 milhões de toneladas. Já para a soja, espera-se 4,48 milhões de toneladas, enquanto no mês passado foram 5,03 milhões de toneladas. Para o trigo, a estimativa é de 22,9 milhões de toneladas, em novembro, eram 23,08 milhões de toneladas.

Ainda segundo a pesquisa, os estoques mundiais das três commodities também serão menores do que o previsto pelo USDA em novembro. De acordo com alguns analistas, as reservas estarão reduzidas também em comparação com o estocado há um ano.

As expectativas do mercado para os estoques globais de milho são de de 128,71 milhões de toneladas, as de soja de 60,59 milhões de toneladas e as de trigo de 171,30 milhões de toneladas.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Durante nove (9) meses do ano tem colheita em algum lugar do mundo, por isso estes estoques referidos unica e exclusivamente ao dia 01/09 (Primeiro de Setembro), não tem mais a importância que tiveram na história. Depois da constatação de alguma escassez dá para plantar e colher ainda no mesmo ano, causando completa mudança na previsão. Admirar-se como o povo faz só serve para alimentar a especulação, que é o que os "plantadores de boatos desejam" - volatilidade nas cotações, e enquanto eles se preparam para ganhar na alta e na baixa... a plebe aplaude! Impressionante!

    0