Grãos avançam em Chicago absorvendo dados do USDA

Publicado em 13/01/2011 13:39 e atualizado em 13/01/2011 22:33 977 exibições
Os futuros dos grãos negociados na Bolsa de Chicago encerraram em alta nesta quinta-feira. Os ganhos de hoje, no entanto, foram bem menores do que os registrados ontem, quando soja e milho  operaram no limite de alta.

Os propulsores desse avanço têm sido os números divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) que apontaram corte nos estoques e também na produção da soja e do milho. Além disso, os dados ainda vieram abaixo das expectativas do mercado.

Estendo essas altas, as cotações registram os mais altos patamares em mais de dois anos. Hoje, o dólar mais fraco também serve como fator de sustentação para os preços.

Por volta das 14h20, o vencimento janeiro da soja era cotado a US$ 14,28, subindo 9,25 pontos. Já o maio, referência para a safra brasileira, valia US$ 14,33, também com alta de 9,25 pontos.

No caso do milho, o vencimento março marcava US$ 6,42 por bushel e o maio US$ 6,51, ambos subindo 11,50 pontos.

Apesar dessas expressivas altas, especialistas alertam para um possível movimento de realização de lucros por conta dos preços recordes que estão sendo registrados.
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário