Com redução do risco climático na Argentina, soja encerra em baixa na CBOT

Publicado em 24/01/2011 15:20 e atualizado em 24/01/2011 17:21 948 exibições
Depois de registrar bons ganhos no pregão noturno e no início do diurno, a soja passou a operar no vermelho e as cotações encerram no lado negativo da tabela, realizando lucros.

O mercado segue sem uma direção muito bem definida. o suporte para os preços vem da demanda, principalmente por parte da China. Hoje o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou a venda de 114 mil toneladas da oleaginosa para a nação asiática.

Por outro lado, as previsões mostram que a Argentina receberá importantes chuvas nos próximos dias, aliviando as condições para as plantas que sofrem com o calor intenso e as temperaturas elevadas.

Além disso, analistas ainda afirmam que a baixa nas cotações do petróleo e das commodities metálicas também exerceram uma pressão negativa nos preços.

Segundo o analista de mercado Ricardo Lorenzet, da XP Investimentos, o recuo de hoje está, portanto, atrelado a retirada do risco climático na Argentina e mais os movimentos de realização de lucros.

No entanto, Lorenzet diz ainda que o cenário macro continua positivo para a soja, com uma demanda bastante constante e firme, com bons volumes a vista.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário