Oil World reduz estimativa para safra brasileira de soja

Publicado em 16/03/2011 11:10 1992 exibições
A Oil World reduziu nesta quarta-feira sua estimativa para a safra brasileira de soja. Segundo a consultoria alemã, por conta da chuva a colheita brasileira será reduzida para algo entre 70 e 71 milhões de toneladas.

A previsão anterior era de um volume entre 71 e 72 milhões de toneladas. Mesmo com essa redução, o volume ainda é maior do que o colhido em 2010 - 68,6 milhões de toneladas.

A análise da consultoria mostra que as lavouras da oleaginosa foram atingidas pela chuva em um momento em que estavam bastante vulneráveis. A Oil World estima que somente em Mato Grosso a quebra possa totalizar 1,5 milhão de toneladas.

"A safra brasileira de soja não deve atingir a estimativa prévia, otimista, de 71 milhões a 72 milhões de toneladas. No entanto, ainda é possível que a produção fique entre 70 e 71 milhões de toneladas, se o clima melhorar logo e a colheita acompanhar", informou.

Sobre o clima no Brasil, a Oil World afirmou que o será crítico para a soja nas próximas duas semanas, o que deve resultar em mais perda na produção.

Além disso, a consultoria estima que as exportações de soja e produtos derivados em março ficarão abaixo das expectativas, uma vez que estão sendo comprometidas por conta do atraso da colheita e dos problemas no transporte originados pelo excesso de chuvas.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Joao Antonio Ferreira da Motta Candido Mota - SP

    Rui concordo com voce, no Brasil tudo é festa, já vimos este excesso de euforia em outros tempos, resultado, a festa passa, e o produtor que acreditou, acorda e o pesadelo continua, probremas climáticos, os preços caem, o endividamento cresce, seguro descente , política séria e duradoura,que garanta renda ao produtor não temos, a legislação ambiental e sociedade urbana nos tratam como bandidos, o governo nos ignora. Mesmo assim a cada ano produzimos mais alimento barato e riquezas parao Brasil, enquanto nós pequenos e médios produtores empobrecemos, dilapidamos o patrimônio de gerações para bancar este país de paz e corrupção que nada se leva a sério. Até quando vamos continuar sendo boi manso, temos que dar um basta, precisamos nos unir e mostrar a força que temos. Vamos começar não plantando a próxima safra, nas areas de reserva legal que a atual legislação determina, só pra ver o que acontece, o mundo precisa de alimentos e o Brasil quer reduzir suas áreas produtivas, quem sabe assim nossas autoridades acordam e dão um basta neste ambientalistas e forças internacionais que não querem deixar o Brasil se desenvolver.

    0
  • Rui Seiti Kamimura Jr Conceição das Alagoas - MG

    Até que enfim "alguém" percebeu que haverá redução de produtividade e produção. Mas dá pra entender não é?! O Brasil é o "paraíso", terra do futebol, do carnaval, nada dá errado. Soja estragando que nada aqui tudo é perfeito! É brincadeira! E ainda querem que a gente se contenha? Aprendam com quem se organiza. O setor canavieiro descobriu que pra ganhar na agricultura tem que chorar mesmo. Nada dessa história de contar com o ovo dentro da galinha! E se a demanda não estivesse tão forte? Estaríamos nós vendendo soja a míseros 30 reais como no ano passado. Chega de contar vantagem! Aparência não mantem negócio lucrativo! Não precisamos provar pra ninguém que somos competentes tecnicamente. Precisamos é ganhar dinheiro! Já viu alguma empresa boa sair por aí divulgando seus resultados? O pessoal da cana já aprendeu. E nós produtores de grãos, vamos nos vangloriar por produzir alimentos baratos ou vamos lutar para garantir nossa prosperidade no agronegócio?

    0