USDA chega sem novidades e soja opera com forte alta na CBOT

Publicado em 08/04/2011 12:16 964 exibições
Contrariando as expectativas do mercado sobre um recuo nos preços após a divulgação do relatório do USDA, os traders ignoraram a ausência de novidades do boletim e os preços da soja registram altas de dois dígitos no pregão diurno desta sexta-feira.

Segundo analistas, os investidores voltaram às compras e impulsionaram as cotações mesmo depois do departamento norte-americano ter mantido os estoques finais da oleaginosa em 3,81 milhões de toneladas.

Como explica Ricardo Lorenzet, analista de mercado da XP Investimentos, "o mercado vinha vendendo soja e comprando milho na expectativa de dados ruins para a soja e bons para o milho. Porém, a soja ficou totalmente dentro do esperado e o miho apresentou surpresas", resultando na expressiva alta da soja e no ligeiro recuo do milho, que opera próximo da estabilidade.

O avanço da oleaginosa conseguiu ainda neutralizar o declínio do milho registradi no início do pregão diurno. O cereal sentiu mais os dados divulgados pelo USDA, já que o mercado apostava em um novo corte nos estoques finais dos EUA, entretanto, os mesmos foram mantidos pelo departamento.

Outro fator que atua como trampolim para o mercado da soja é a fraqueza do dólar index. Por volta das 12h30 (horário de Brasília) , o vencimento julho já recuperava o patamar do US$ 14, com alta de 25 pontos. Já no caso do milho, o mercado começava a ensaiar uma recuperação, com o contrato julho cotado a US$ 7,69 por bushel, com alta de 2,75 pontos.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário