Grãos: Após USDA, mercado surpreende e fecha em alta na CBOT

Publicado em 08/04/2011 16:05 1051 exibições
O mercado esperava o mercado de grãos em queda nesta sexta-feira depois dos números divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). No entanto, o mercado surpreendeu e encerrou o dia em alta no pregão diurno.

A soja encontrou suporte na fraqueza do dólar index e na firmeza do petróleo, operando durante toda a sessão com altas bastante expressivas e fechou com quase 30 pontos de alta. O presidente da Global Commodity Analytics, Mike Zuzolo afirmou que "o mercado deve corrigir o spread em relação ao milho depois do relatório mensal de oferta e demanda do USDA".

O boletim divulgado na manhã de hoje pelo departamento norte-americano manteve suas estimativas para os estoques finais e a produção de soja e milho nos EUA da safra 2010/11. Diante disso, a expectativa era de que os dados poderiam pesar sobre os preços.
 
Porém, para o analista de mercado Ricardo Lorenzet, da Xp Investimentos, o mercado de grãos fechou positivo pois voltou seu foco para a visão macro, não acreditando muito nos números do USDA para o milho, além de beneficiar-se do fluxo especulativos.

No caso do milho, os futuros devolveram as perdas do início do pregão e fecharam avançando quase 10 pontos nos principais vencimentos.

O mercado do cereal não tem muito espaço para cair, uma vez que os fundamentos de oferta e demanda são bastante positivos. É preciso que as cotações continuem subindo como forma de conter a demanda. "O relatório de oferta e demanda envia um sinal de que o governo sente que nestes níveis de preço ou acima, juntamente com o aumento dos estoques finais mundiais de trigo, a demanda por milho será racionada", afirmou Don Roose, presidente da U.S. Commodities.

Veja como ficaram as cotações dos grãos no fechamento em Chicago:

>> SOJA


>> MILHO


>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário