Em clima de incerteza, grãos operam com forte queda em Chicago

Publicado em 12/04/2011 12:05 1095 exibições
Terça-feira de queda para os grãos na Bolsa de Chicago. Os mercados da soja, do milho e do trigo se mostram bastante sensíveis a fatos negativos, como por exemplo, a significativa queda do petróleo. Os preços exibem forte recuo mesmo diante do dólar index em queda.

As cotações fecharam o pregão noturno em baixa e estendem suas perdas para a sessão diurna de hoje, registrando um intenso movimento de realização de lucros.

No caso da soja, o quadro fundamentalista mais negativo - com o desaquecimento da demanda chinesa pela oleaginosa - contribui para essa queda nos preços.

Frente a este quadro, os traders já adotam uma postura mais cautelosa, aumentando o sentimento de aversão ao risco.

Por volta de 11h57 (horário de Brasília), os futuros da soja já registravam baixas de mais de 30 pontos, o milho mais de 15 e o trigo quase 30 pontos.

Como explica Ricardo Lorenzet, da XP Investimentos, quando um mercado sobe muito, como ocorreu na última sexta-feira (8) e no dia seguinte exibe sinais de fraqueza, já é um ponto de cautela.

"O mercado todo está muito altista, e isto não é bom, ele esticou muito - especialmente o milho, que arrastou todas. Por isso, quando a ordem é liquidar, seja por qual for o motivo, os fundos mostram o poder que tem. O clima é de muita incerteza", disse.

Índice CRB - O índice CRB , formado pelas cotações das principais commodities, despencou e opera a 359,56 pontos. O nível não era visto desde o início do mês.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário