Grãos: Mercado foca adversidades climáticas e fecha o dia em alta

Publicado em 26/05/2011 12:04 e atualizado em 26/05/2011 17:09 2499 exibições
O clima adverso nos Estados Unidos continua dando bastante sustentação aos grãos na Bolsa de Chicago. Na sessão diurna desta quinta-feira, a soja encerrou com alta de quase 10 pontos por conta das fortes chuvas que atingiram o cinturão de produção norte-americano. Milho e trigo também fecharam no campo positivo. 

Nas últimas 24 horas, os estados onde o plantio, não só da oleaginosa como a do milho também, ainda está bastante atrasado receberam mais de 100mm de precipitação. Diante disso, o risco de uma séria quebra na produção da milho e soja cresce e impulsiona as cotações na CBOT.

Segundo o analista de mercado Paulo Molinari, da agência Safras & Mercado, com esse clima desfavorável, há a expectativa de uma área de 1 milhão a 2 milhões de acres destinados ao milho que não serão plantados.

"Estes são preços recordes para o milho nessa época do ano, estão quase o dobro do registrado no mesmo período de 2010", explicou o analista. 

Por outro lado, no caso do trigo, o mercado encontra sustentação na falta de chuvas em regiões produtoras dos Estados Unidos e principalmente na Europa. Na sessão desta quinta-feira, o grão operou boa parte com altas de mais de 20 pontos, e encerraram o dia com altas de dois dígitos. 

Veja como ficaram as cotações no fechamento da Bolsa de Chicago:




Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário