Clima adverso nos EUA impulsiona soja; milho sobe por demanda

Publicado em 07/07/2011 12:14 1067 exibições
As condições climáticas nos Estados Unidos voltaram a dar suporte à soja. Nesta quinta-feira, o mercado fechou o pregão noturno da Bolsa de Chicago com um leve avanço e estendeu seus ganhos para a sessão  diurna com altas de dois dígitos no início dos trabalhos.

A previsão de clima adverso no curto preocupa e gera incertezas sobre a safra norte-americana, uma vez que algumas regiões importantes para a produção podem sofrer com a falta de chuvas, o que acabaria comprometendo o bom desempenho das lavouras.

No entanto, o movimento pode ser pontual, já que " é muito cedo para sugerir que este clima bom durará todo o caminho até agosto", como disse John Kleist, analista sênior de grãos da corretora Ebottrading.com.

O dia é de alta também para o milho. As cotações parecem se recuperar do tombo de ontem encontrando suporte na confirmação das vendas do cereal norte-americano para a China.

Hoje, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou a venda de 540 mil toneladas de milho para a nação asiática, safra 2011/12, e mais 300 mil toneladas para destinos não revelados.  Esse aumento da demanda influencia um avanço dos preços, que ontem terminaram o dia no vermelho.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário