Grãos encerram em alta após aprovação do plano da dívida pelo Senado dos EUA

Publicado em 02/08/2011 14:22 e atualizado em 02/08/2011 17:43 1045 exibições
Depois de operar em baixa por boa parte do pregão diurno, os preços da soja reagiram e encerraram com bons ganhos na Bolsa de Chicago. A notícia da aprovação do plano que eleva o teto da dívida norte-americana pelo Senado foi recebida como um incentivo pelo mercado, que há dias vinha sentindo a pressão negativa das incertezas sobre a questão.

Além das informações do cenário financeiro, a forte alta do milho, que atingiu o limite de 30 pontos, também deu impulso aos preços. O cereal subiu por conta da previsão de condições climáticas adversas na região do Corn Belt, as quais também podem comprometer a safra de soja norte-americana.

O serviço de meteorologia dos Estados Unidos prevê novas ondas de calor, com aumento das temperaturas em áreas que ainda sofrem com a seca. O temor é de que o percentual de lavouras de soja em boas condições volte a recuar, como o que foi registrado no relatório divulgado ontem pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

Por volta das 14h20 (horário de Brasília), os principais vencimentos da soja negociados na Bolsa de Chicago somavam altas de pouco mais de 4 pontos. O milho e o trigo registravam altas de mais de 20 pontos nos principais contratos.

Confira como ficaram as cotações no fechamento da Bolsa de Chicago:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário