Grãos: Clima nos EUA preocupa e volatilidade volta ao mercado

Publicado em 31/08/2011 10:08 e atualizado em 31/08/2011 12:15 1379 exibições
Nesta terça-feira, algumas chuvas que caíram na principal região produtora dos Estados Unidos, o Corn Belt, serviram de justificativa para um leve movimento de realização de lucros entre os grãos no pregão noturno na Bolsa de Chicago. Depois das fortes altas dos últimos dias e da soja ter atingido ontem o melhor patamar desde 2008, os preços da soja, do milho e do trigo fecharam a sessão com leves baixas.

Na abertura da sessão diurna, os futuros dos grãos negociados em Chicago estenderam as perdas, porém, já sentem novamente a força da volatilidade. Por volta de 12h15 (horário de Brasília), o mercado da soja já operava em terreno misto. O milho e o trigo continuavam recuando.

No entanto, os fundamentos seguem muito positivos - uma vez que as precipitações recebidas pelo Meio-Oeste norte-americano não são suficientes para reverter os danos causados pela seca - e as cotações caminham para um segundo mês de ganhos.

A preocupação de que a quebra na safra norte-americana 2011/12 comprometa severamente a recomposição dos estoques globais de grãos continua e deve manter os preços sustentados ainda por um tempo no curto/médio prazo.

De acordo com informações da agência Telvent DTN, nos próximos quatro dias, o cinturão de produção nos EUA deverá continuar enfrentando temperaturas elevadas e chuvas muito abaixo dos níveis normais. Na região das Planícies do Sul o clima tambem está bastante seco e as chuvas seguem insuficientes.

"As condições das safras no Corn Belt continuarão a ser deterioradas. Estas informações são um suporte para os preços diante da necessidade de se recompor os estoques globais de trigo de qualidade e da situação extremamente ajustada do milho", disse Um consultor da Offre et Demande Agricole, da França.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário