Riscos de geadas na área de produção dos EUA dão fôlego aos preços da soja

Publicado em 09/09/2011 16:31 1571 exibições
Após dia com muitas oscilações, a soja fechou o pregão regular em Chicago em alta. A oleaginosa, encerrou com variação positiva de 9 pontos no vencimento setembro/11. De acordo com analistas, as altas nos preços da soja são reflexos de geadas que devem atingir na próxima semana áreas de cultivo nos EUA.

Durante toda a sessão, os preços da soja estiveram sob pressão do dólar índex que registrava valorização e da cautela dos traders ante o próximo relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). O mercado aposta em um corte de 155 milhões para 152 milhões de bushels.  Em relação aos estoques, a previsão do mercado é de que o USDA eleve para 232 milhões de bushels a estimativa para 2010/11, contra 230 milhões de agosto. O aumento seria conseqüência das exportações enfraquecidas, devido a menor demanda chinesa e a competitividade da produção na América do Sul.

Também no aguardo do relatório, o milho encerrou o pregão com pequenas altas. Já o trigo, encerrou no vermelho pressionado pela por um possível aumento na oferta do cereal na Rússia e Europa.

Segundo o analista de mercado Pedro Dejneka, os preços da soja hoje estão US$3 acima do mesmo período no passado e o momento é ideal para a venda, pois com preços muito elevados os investidores podem começar a realizar lucros e o mercado pode cair.

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário