Soja: fraqueza do dólar e números do USDA puxam preços para cima

Publicado em 14/10/2011 12:29 e atualizado em 14/10/2011 14:04 747 exibições

A soja mantém o ritmo do pregão noturno e abre a sessão regular desta sexta-feira em Chicago com mais ganhos. No contrato novembro/11, a oleaginosa avançava mais de 15 pontos às 12h08 (horário de Brasília), enquanto o milho e o trigo ganhavam 6 pontos em seus principais vencimentos.

De acordo com analistas, a alta da soja é puxada pela fraqueza do dólar índex, que hoje opera abaixo do patamar de 77 pontos e pelo último relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos EUA) que trouxe números de redução na produção norte-americana. Já o relatório semanal de exportações do Departamento veio dentro do aguardado pelo mercado, com 672,4 mil toneladas embarcadas na semana encerrada em 6/10. A expectativa inicial ia de 500 a 800 mil toneladas.

O bom desempenho do euro frente ao dólar e os números positivos das bolsas europeias também dão suporte aos futuros do complexo de grãos. Segundo analistas, rumores de um reaquecimento na demanda mundial completam o bom cenário para as commodities. De acordo com informações das duas principais empresas estatais da China, até a tarde de terça-feira, dia 11, os chineses já haviam comprado 2 milhões de toneladas de soja e 1,5 milhão de milho norte-americano.

Milho e trigo

As cotações do milho encontram suporte no bom volume de vendas líquidas do cereal divulgados hoje pelo USDA que superam as expectativas do mercado. Rumores de vendas adicionais as 900 mil toneladas comercializadas esta semana com a China também favorecem a alta nos preços. Já o trigo deve realizar movimentos técnicos na busca pela recuperação das recentes perdas. As altas dos contratos vizinhos, do petróleo e dos metais favorece os futuros do grão.

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário