Desaceleração na China é sinal de mudanças no mercado para 2012

Publicado em 20/10/2011 11:31 e atualizado em 20/10/2011 12:13 628 exibições
A China passa por desaceleração e produtor deve estar atento a este novo cenário em 2012, afirma o analista da AgRural, Fernando Muraro. Para ele, as quedas de US$2 por bushel sentidas nos preços da soja recentemente são um sinal de que mudanças estão ocorrendo no mercado financeiro.

Segundo Muraro, os dados divulgados nesta semana do menor índice de crescimento da China dos últimos dois anos já apontam uma desaceleração na demanda do país asiático. De janeiro a setembro deste ano, a China comprou 12 milhões de toneladas de soja dos EUA. No mesmo período do ano passado, as importações de oleaginosa do país eram da ordem de 14 milhões/toneladas.

Para o analista, a desaceleração na economia chinesa é reflexo do cenário macroeconômico. Atualmente, a China é a principal exportadora de produtos manufaturados como eletrônicos, roupas e tênis para EUA e Europa, países cenários dos problemas econômicos mundiais. “É um desequilíbrio macro que pode afetar o mercado em 2012”, garante o analista.

No entanto, Muraro afirma que preços ainda são bons para o produtor de soja brasileiro e que ele deve estar atento ao mercado, realizando a comercialização antecipada de seu produto e buscando informações sobre as commodities que hoje em dia são mais financeiras que agrícolas.

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário