Com sessão pouco movimentada, grãos fecham semana realizando lucros

Publicado em 04/11/2011 16:49 e atualizado em 05/11/2011 06:13 499 exibições
A sexta-feira foi de realização de lucros para os futuros dos grãos negociados na Bolsa de Chicago. Ontem, a soja subiu mais de 25 pontos nos principais vencimentos depois de amargar várias sessões consecutivas de altas. Por conta disso, depois de um pregão pouco movimentado, a oleginosa fechou o dia com um leve recuo.  

O milho também subiu bem na quinta-feira e hoje, apesar do fechamento positivo, devolveu boa parte dos ganhos. No caso do trigo, a realização de lucros foi mais expressivas e, depois da alta de dois dígitos de ontem, o grão fechou a semana no vermelho.

A sessão foi típica de uma sexta-feira. Marcada pela pouca movimentação e ligeira oscilação das cotações, os investidores optaram por, antes do final de semana, não se expor muito ao risco já que o cenário macroeconômico ainda está sofrendo com muitas indefinições.

Mesmo com o cancelamento do referendo na Grécia que levaria o plano de resgate europeu a votação, os mercados voltaram a operar com nervosismo depois que o FMI (Fundo Monetário Internacional) anunciou que não deverá emprestar dinheiro ao fundo de resgate europeu.

Como explica Gustavo Pondian, gerente de mesa de futuros da X4 Invest, o mercado ainda caminha bastante "de lado" a espera de novidades concretas sobre o financeiro, principalmente quanto à questão da dívida da Zona do Euro, bem como sobre a produção de grãos nos Estados Unidos.

Pondian explica que o que se vê no mercado é um nível baixo de comercialização, com os traders "esperando ver o que vai acontecer para então poder se posicionar". Por conta disso, o fechamento desta sexta-feira na Bolsa de Chicago acabou não surpreendendo.

De um lado, temos os produtores esperando preços melhores e, na outra ponta, os compradores de mãos atadas diante de tamanha volatilidade.

USDA - Porém, não são só as expectativas quanto ao cenário externo que travam o mercado de commodities agrícolas. As incertezas sobre a safra norte-americana também trazem cautela aos participantes do mercado.

Na próxima quarta-feira, dia 9, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga mais um relatório mensal de oferta e demanda, atualizando os números da produção dos EUA.

A expectativa, de acordo com o gerente de futuros a X4, é de que a produtividade norte-americana esteja aquém do esperado, o que poderia agravar ainda mais a situação de estoques historicamente ajustados.

Diante disso, o que se espera agora é que um novo movimento de alta se inicie para os preços dos grãos no mercado internacional. As negociações dependem de novas e consistentes notícias  para que possam reagir.

Veja como ficaram as cotações dos grãos no fechamento da Bolsa de Chicago:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário