Soja: relatório do USDA não trouxe alivio

Publicado em 09/11/2011 13:57 e atualizado em 09/11/2011 18:02 641 exibições
Os números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgados nesta quarta-feira já estão sendo sentidos pelo mercado internacional de grãos.

Na Bolsa de Chicago, por volta das 14h28 (horário de Brasília), os principais vencimentos da soja operavam com pouco mais de 10 pontos negativos. No entanto, na abertura da sessão, os contratos mais próximos perderam quase 20 pontos e todos operaram abaixo do patamar de US$ 12 por bushel.

O departamento norte-americano reportou hoje um significativo aumento nos estoques finais da safra 2011/12, que pesou negativamente sobre o mercado. A produção, no entanto, foi reduzida.

No caso do milho, o efeito é o contrário. As cotações avançam, uma vez que o USDA estimou um severo declínio tanto na produção quanto nos estoques finais do cereal para a safra atual. Porém, as altas são limitadas nesta quarta-feira pelo mau momento do mercado financeiro.

A situação do cenário macroeconômico segue bastante delicada frente a tantas incertezas. Depois da Grécia, quem preocupa agora é a Itália, que já conta com uma dívida insustentável.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário