Soja: Compradores voltam ao mercado e preços fecham semana em alta

Publicado em 11/11/2011 14:47 e atualizado em 12/11/2011 06:08 977 exibições
A soja reagiu no mercado internacional e fechou o pegão regular desta sexta-feira em alta.
Depois das fortes baixas de ontem, os preços da oleaginosa encontraram sustentação, principalmente, em rumores de que a demanda estaria novamente se voltando para o produto norte-americano, principalmente por parte da China.

Com os preços em patamares baixos, os investidores e compradores estariam voltando ao mercado com o objetivo de aproveitar o momento para recompor seus estoques.

Porém, por outro lado, analistas afirmam que a falta de confirmação dos negócios acaba limitando as altas. Afinal, o mercado também se deparou com informações de que, em outubro, as compras chinesas de soja foram as menores em sete meses.

Eduardo Vanin, analista de mercado da Agrinvest, não acredita na volta às compras por parte da China. Segundo ele, as esmagadoras chinesas - 60% estatais - tiveram prejuízos com a soja ao longo do ano, e agora só pretendem comprar quando encontrarem preços mais atrativos.

Além disso, Vanin diz também que "carregar estoques está caro na China em função da falta de crédito no mercado interncaional e dos altos preços de armazenamento", fator que seria mais um agravante para o mercado da oleaginosa.

Milho e Trigo - A soja, entretanto, opera na contramão dos mercados vizinhos. O milho e o trigo operam em queda nesta sexta-feira. Analistas afirmam que o recuo, no caso do milho, foi justificado por um movimento de realização de lucros frente ao final de semana, típico do último pregão da semana.

Além disso, há quem diga ainda que pecuaristas norte-americanos estariam importando o grão ao invés de fazerem suas compras no mercado interno, outro fator de pressão para os preços.

O trigo parece seguir o mesmo caminho e o declínio dos preços é reflexo da demanda mais retraída pela produção norte-americana.

Mercado Financeiro - O que limita as baixas em ambos os mercados é o cenário macroeconômico, que esteve menos nervoso nesta sexta-feira. As bolsas de valores, metais e o petróleo fecharam o dia em alta e o dólar recuou. Esse mesmo tom positivo também favoreceu o fechamento positivo da soja na CBOT.

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta sexta-feira em Chicago:

>> SOJA

>>MILHO

>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário