Soja: Mercado dos EUA já sente pressão da concorrência com América do Sul

Publicado em 30/11/2011 09:19 1208 exibições
As exportações e o esmagamento de soja dos Estados Unidos registraram um declínio de 22% em setembro e outubro se comparado ao mesmo período do ano passado. A consultoria alemã Oil World informou que as vendas norte-americanas têm diminuído ao passo que os compradores se voltam mais para a oferta da América do Sul.

Nos últimos dois meses, as exportações e o esmagamento tiveram uma baixa de 13,74 milhões de toneladas. Na Argentina, por outro lado, as vendas aumentaram 15% e no Brasil, 21%. As exportações sulamericanas subiram para 22,2 milhões de toneladas e, de acordo com a Oil World, é o maior nível já registrado.

"Os sojicultores e exportadores dos Estados Unidos sofreram com a competição com o produto da América do Sul. A disposição da soja sulamericana parece ser, portanto, a principal razão para a redução das exportações e do processamento de soja no país em setembro e outubro", afirmou a consultoria em seu último reporte.

Em novembro, as exportações brasileiras de soja podem somar 1,8 milhões de toneladas. O volume é maior do que as 1,41 milhões de toneladas exportadas em outubro.

Mercado - Só neste ano, os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago já recuaram 20%. Parte dessas perdas foram ocasionadas por conta de um recuo da demanda por matérias-primas, agravado pela crise financeira pela qual passa a economia europeia e também por notícias negativas sobre as finanças dos EUA.

Com informações da Bloomberg. Clique no link abaixo e veja a notícia original, em inglês.

>> U.S. Soybean Market Share Eroded by South American Competition

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário