Soja: Com dólar em queda, mercado avança na Bolsa de Chicago

Publicado em 02/12/2011 13:02 564 exibições
O tom positivo que continua trazendo ânimo ao mercado financeiro deu ao aos grãos mais um dia de leves altas na Bolsa de Chicago. Nesta sexta-feira, os preços da soja e do trigo fecharam o pregão noturno em alta e estenderam o avanço para a abertura da sessão regular. Já o milho operava no vermelho no início da sessão. Nos primeiros momentos da sessão, por volta das 14h (horário de Brasília)  a oleaginosa já registrava mais de 10 pontos de alta.

Sem novidades entre os fundamentos, as cotações seguem o desempenho dos mercados externos, como as bolsas de valores, o petróleo e as commodities metálicas. Paralelamente, o dólar em baixa em relação a outras moedas  também impulsiona a alta dos preços, uma vez que aumenta a competitividade dos produtos agrícolas dos Estados Unidos.

Porém, apesar das altas vistas nos últimos dias, o mercado ainda se mostra bastanta cauteloso, operando com altas limitadas. Como já disseram analista, as medidas apresentadas para a contenção da crise financeira mundial não são ainda definitivas e tampouco concretas o suficiente para trazer resultados imediatos. Trata-se de um alívio de curto prazo, por isso, a atenção deve continuar.

Demanda - Apesar de sinais de que a China estaria comprando volumes menores do que em períodos anteriores, o analista de mercado Steve Cachia, da corretora Cerealpar, afirma que a demanda continua aquecida, com a nação asiática continuando a comprar.

"O quadro fundamental continua altista, com a demanda se mantendo aquecida e os Estados Unidos sem o todo o produto disponível para atender a essa procura pela oleaginosa", explicou.

Em uma visita a Cingapura, em setembro, Cachia esteve em contato com representantes do governo chinês, que reafirmaram a necessidade do país de exportar um volume recorde de soja no ano que vem, fato que também dá suporte aos preços.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário