China deve reduzir em 76% as importações de açúcar em 2012/13

Publicado em 22/10/2012 10:52 390 exibições
O representante norte-americano do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) em Pequim divulgou nesta segunda-feira (22) que as importações chinesas de açúcar devem reduzir em 76% na safra 2012/13 em relação ao ano comercial anterior. Esse cenário é decorrente de uma produção doméstica maior e estoques mais volumosos do que o projetado inicialmente. 

Além disso, o órgão sinaliza que os representantes da indústria esperam que o governo da China colabore para essa diminuição ao tentar limitar ou desestimular as importações com o objetivo de beneficiar as usinas de açúcar do país. 

A estimativa é que a produção de açúcar chinesa cresça cerca de 18% em comparação com a produção 2011/12. Com isso, a safra deve alcançar 14,6 milhões de toneladas em função do aumento na produtividade e da área cultivada com cana e beterraba, conforme explicou o adido. De acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas, a produção de açúcar refinado na China cresceu 72,3% em setembro em comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando 236.000 toneladas. 

Do mesmo modo, a produção de açúcar de cana na China deve aumentar 18% em relação à 2012/13, totalizando 13,3 milhões de toneladas. Já a safra de açúcar de beterraba deve ser de 1,3 milhão de toneladas, uma elevação de 15% em comparação a 2011/12. 

O país é o segundo maior consumidor e o terceiro maior produtor mundial do produto. A perspectiva é que em 2012/13 a China consuma em torno de 15,3 milhões de toneladas de açúcar. Ainda de acordo com o adido, a área total cultivada com cana deve atingir 1,79 milhão de hectares, uma elevação de 3% ante o ano comercial anterior, devido a migração dos produtores chineses de culturas menos rentáveis como é o caso da mandioca.
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário