Açúcar fecha semana com queda de mais de 7% em NY, apesar de alta nesta 6ª

Publicado em 05/03/2021 16:04 e atualizado em 06/03/2021 00:07 86 exibições
Recuo semanal acompanhou salto na safra da Índia, mas segue atenção para gargalos logísticos e salto expressivo do petróleo nesta sessão

LOGO nalogo

As cotações futuras do açúcar encerraram a sessão desta sexta-feira (05) com alta nas bolsas de Nova York e Londres. O mercado teve novo salto no dia acompanhando a disparada do petróleo e preocupações com a oferta global, com demanda aquecida.

O principal vencimento do açúcar na Bolsa de Nova York subiu 0,86% no dia, cotado a US$ 16,38 c/lb, com máxima de 16,56 c/lb e mínima de 16,08 c/lb. Já o tipo branco em Londres finalizou a sessão com alta de 0,32%, a US$ 463,50 a tonelada.

Apesar de alta nesta sexta-feira nas bolsas externas, o açúcar encerrou a semana com uma queda acumulada de 7,47%. A pressão veio de movimentações técnicas nos últimos dias e informações de alta na produção da Índia, apesar de impactos logísticos no país asiático.

A India's Sugar Mills Association reportou na quarta-feira que a produção de açúcar nas usinas do país entre outubro e fevereiro teve um salto anual de 20%, totalizando 23,38 milhões de toneladas na parcial da safra 2020/21 do país.

Açúcar - Foto: REUTERS/Sergio Moraes
Petróleo renovou máximas de mais de um ano na sessão desta 6ª feira - Foto: Reuters

Como principal suporte de alta do mercado do açúcar nesta sexta-feira, o petróleo saltava mais de 4% no Brent e 3% no WTI nesta tarde, acima de US$ 65 o barril, depois de ação da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados e relatório de empregos nos EUA mais forte do que o esperado.

"Os altos preços do petróleo beneficiam o etanol e podem levar as usinas de açúcar do Brasil a desviarem maior  moagem para a produção de etanol em vez de açúcar, reduzindo assim o fornecimento", trouxe nota do serviço de commodities Barchart.

“A Opep+ optou por uma abordagem cautelosa... com aumento da produção em apenas 150 mil barris por dia (bpd) em abril, enquanto os participantes do mercado esperavam um aumento de 1,5 milhão de bpd”, disse à Reuters o analista de petróleo do UBS, Giovanni Staunovo.

Mercado interno

O Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, fechou com queda de 2,03%, a R$ 108,23 a saca de 50 kg na quinta-feira (04).

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário