Itaú BBA vê pouco espaço para quedas expressivas do etanol hidratado no curto e médio prazo

Publicado em 14/09/2021 09:09
Redução da safra no Centro-Sul do Brasil deve seguir ditando mercado, além de vigor ainda distante da MP da venda direta

Logotipo Notícias Agrícolas

Os preços do etanol hidratado têm pouco espaço para quedas expressivas no curto e médio prazo, segundo estimativas da consultoria Itaú BBA, em meio redução da safra brasileira do Centro-Sul de cana-de-açúcar e a Medida Provisória (MP) permitindo a venda direta de etanol ainda distante de vigorar.

"A tendência é de preços sustentados com viés de alta nos próximos meses diante da estimativa de entressafra longa, com a safra atual terminando adiantada comparada com a safra anterior, e perspectiva de início da safra 2022/23 postergada pelos impactos no plantio com a seca e o manejo da cana que sofreu com a geada", disse a consultoria em nota.

Além disso, a MP assinada pelo governo federal em agosto, permitindo a venda direta de etanol das usinas aos postos de combustíveis, sem a obrigatoriedade de passar pelas distribuidoras, deverá entrar em vigor em até quatro meses, mas também precisa da aprovação do Congresso nesse prazo.

"A MP foi adotada com a expectativa de que haja redução nos preços finais aos consumidores com a diminuição dos custos logísticos envolvidos na distribuição. Porém, ainda existem várias questões em discussão e a serem analisadas", reiterou a consultoria em seu informe mensal de commodities.

Em Paulínia, o preço do etanol hidratado sem impostos na última segunda-feira (06) foi de R$ 3,30/l, com uma alta de 8,2% comparado com o último dia de julho. A paridade do etanol sobre a gasolina segue acima do limite considerável competitivo, de 70%, há algumas semanas em todo o Brasil.

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário