Etanol: Corte de subsídios nos EUA não deve ter grande impacto no Brasil, diz UNICA

Publicado em 08/07/2011 11:42 480 exibições

O corte de subsídios para a indústria de etanol no EUA não deve ter grandes impactos na exportação brasileira, afirmou a porta-voz da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) na América do Norte, Letícia Phillips, na última quinta-feira, dia 07.

Senadores norte-americanos firmaram ontem um acordo para acabar no final deste mês com dois subsídios concedidos à industria americana de etanol. Agora, a proposta aguarda aprovação do Congresso estadunidense.

Segundo a representante, o Brasil não deve aumentar o volume de exportação para os EUA, pois atualmente a demanda interna brasileira consome quase tudo o que o país é capaz de produzir.

“Embora inicialmente as importações sejam modestas, a eliminação da tarifa de importação de etanol (nos Estados Unidos) é um passo importante no sentido de desenvolver o mercado global para energia limpa e vai, em última análise, beneficiar tanto os norte-americanos quanto os brasileiros, por meio de uma competição maior e uma redução na volatilidade dos preços” declarou Letícia. Segundo ela, os subsídios para o combustível foram eliminados no Brasil no fim dos anos 90 e a tarifa de importação zerada no início de 2010.

Jason Ward, analista da corretora Northstar Commodity, também avalia que o impacto de curto prazo sobre a indústria de etanol será inexpressivo. No entanto, em longo prazo, a expectativa é de um impacto maior devido à eliminação da tarifa de importação.

Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário