Soja e Milho: USDA reduz estimativas para safras e estoques mundiais

Publicado em 09/02/2012 11:16 e atualizado em 09/02/2012 16:55 2700 exibições
O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou na manhã desta quinta-feira seu relatório mensal de oferta e demanda reduzindo suas estimativas para as safras mundiais de soja e de milho, bem como os estoques da oleaginosa e do cereal.

A redução nos números divulgados hoje reflete as perdas causadas pela severa estiagem provocada pelo La Niña que castigou a América do Sul, principalmente a produção do Brasil e da Argentina.

A produção mundial de soja foi estimada em 251,747 milhões de toneladas. Em janeiro, o volume previsto foi de 257 milhões de toneladas.

Já os estoques finais mundiais da oleaginosa foram reduzidos de 63,43 milhões de toneladas para 60,48  milhões de toneladas.

Já a projeção para a safra global de milho  de milho é de 864,11 milhões de toneladas. O volume é menor do que o estimado no relatório anterior, quando foram previstas 868,06 milhões de toneladas.

Os estoques finais mundiais de milho foram reduzidos de 128,14 para 125,35 milhões de toneladas.

América do Sul - O USDA também revisou para baixo os números das safras brasileira e argentina de soja. No caso do milho, os números foram mantidos para o Brasil e reduzidos para a Argentina. 

De acordo com o departamento, a colheita no Brasil deverá ser de 72 milhões de toneladas ante a projeção anterior de 74 milhões de toneladas. Já para a Argentina, o número foi reduzido de 50,5 para 48 milhões de toneladas.

A produção brasileira continuou com a estimativa de 61 milhões de toneladas e a da Argentina teve sua projeção reduzida de 26 milhões para 22 milhões de toneladas.

Clique no link abaixo e confira um resumo dos dados do USDA feito pela Cerealpar:

>> USDA Oferta e Demanda Fevereiro - Cerealpar

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário