USDA reduz produção e produtividade da soja e do milho dos EUA

Publicado em 11/07/2012 09:08 e atualizado em 11/07/2012 15:13 4104 exibições
O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou nesta quarta-feira (11) seu novo relatório de oferta e demanda reduzindo drasticamente suas estimativas para as safras de soja e milho do país, bem como a produtividade das lavouras norte-americanas de ambas as culturas. 

A safra 2012/13 de milho foi reduzida de 375,7 milhões de toneladas estimadas em junho para 329,4 milhões de toneladas. Na safra 2011/12, a colheita foi de 313,9 milhões de toneladas. 

Já a estimativa para a produção de soja caiu de 87,2 milhões para 83 milhões de toneladas. A safra 2011/12 foi de 83,2 milhões de toneladas. 

Produtividade - Comprometida pelo calor excessivo e pela falta de chuvas, a projeção do USDA para a produtividade do milho caiu de 173,6 sacas por hectare para 152,7 sacas. O esperado pelo mercado era um rendimento de 161,2 sacas/ha. 

No caso da soja, a estimativa para a produtividade veio em 45,4 sacas por hectare ante as 49,2 sacas estimadas em junho. A projeção do mercado era de 47,4 sacas. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

6 comentários

  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Faltou dizer que a medida que o preço sobe em Chicago, os premios estão caindo. Paranagua/Rio Grande já computa um premio negativo (desagio) de 50 cents por bushel, nesta data. Enquanto que safra velha ainda segura premios positivos de 150 cents por bushel. A escassez está no mercado disponível, enquanto a safra nova ainda não está demandada por consumo de valor presente. Portanto a diferença de preço da safra velha para a safra nova está a mais de r$ 10,00 por saca. No cálculo do produtor ainda tem que descontar os serviços de recebimento/limpeza/armazenagem/quebra de peso/etc. para a soja classificada para utilização comercial/industrial.

    0
  • Andre Luiz de Felippo Passo Fundo - RS

    Me referi aos preços praticados na fixação. Preços de balcão. Embora chicago tenha aumentado, próximo a 50 pontos, com o câmbio firme os preços de balcão em alguns casos permaneceu igual ao do dia anterior, em outros casos reajustou apenas R$ 1,00 por saco.

    0
  • JOSE A. BENETTI SANTO ANGELO - RS

    ANDRE LUIZ DE FELIPPO | PASSO FUNDO - RS

    FAÇO MINHAS TUAS PALAVRAS.....TEM ROLO AÍ!!!!!

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    A região norte do Rio Grande do Sul está mais distante do porto de Rio Grande, portanto tem descontar o frete. Não existe prática de pacto em mercados abrangentes de alta liquidez. A referência de preço partem do sobre-rodas porto, derivando para as mais distintas regiões.

    0
  • Andre Luiz de Felippo Passo Fundo - RS

    Tenho observado o mercado de soja na região norte do estado do Rio Grande do Sul e constatado que as cerealistas e cooperativas não estão acompanhando a elevação dos preços que está ocorrendo no mercado internacional. Será que é uma prática de espécie de pacto, para não repassar os reajustes, ou essas comnpradoras estão com dificuldades?

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    A fabriqueta de numeros lançou suas estimativas mas o ´BODE CONTINUA NA SALA DELES`.

    0