MT tem condição irregular para início do plantio da soja. Sorriso tem bons índices enquanto em Campo Verde situação preocupa

Publicado em 19/09/2016 13:13 e atualizado em 19/09/2016 14:38
2613 exibições
As condições de plantio a partir de primeiro de outubro no oeste da Bahia são muito melhores que no ano passado, mas produtor deve avaliar riscos

A simulação feita pelo aplicativo Crop View, que permite calcular o melhor momento para realizar o plantio [através de levantamentos históricos e previsões climáticas], mostrou que os produtores de Sorriso (MT) e Luís Eduardo Magalhães (BA) teriam boas condições para realizar de semeadura durante os meses de setembro e outubro.

Em Sorriso, considerando uma simulação com ciclos de 90, 100 e 110 dias em um solo argiloso, a demonstração apontou que os produtores que cultivarem a soja entre os dias 10 de setembro e 11 de outubro terão de 100% a 95% da produtividade estimada alcançada, variando de acordo com o ciclo.

Na ferramenta disponibilizada pelo site www.cropview.com.br, também é possível acompanhar as previsões climáticas para cada fase da cultura e fazer um comparativo com a média histórica da região. O engenheiro agrônomo da Rural Tecnologia, Paulo Murray, explica que em ciclos de 110 dias, por exemplo, os mapas climáticos indicam a possibilidade de ligeiro excedente de chuva no final do ciclo que poderia trazer um leve comprometimento no rendimento da produção no município de Sorriso.

Para Murray, os produtores "que pretendem adiantar a safrinha de milho, tem boas condições para iniciar o plantio da soja". Destacando ainda que o modelo também possui alertas de colheita "que começam a aparecer de 15 a 20 dias antes, para que o produtor consiga se programar para a janela ideal de colheita". Além disso, é possível receber notificações de geadas, e condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento de doenças.

Já em Campo Verde (MT) iniciar o plantio nos próximos dias pode não ser uma boa escolha. O aplicativo indica que a semeadura a partir de 20 de setembro poderia ocasionar na queda de 21% no potencial produtivo. "Para esse município o ano safra pode ser um pouco mais complicado", afirma Murray.

Semeando em 15 de outubro, com ciclo de 110 dias, as previsões indicam condições mais favoráveis com rendimento final de 95%.

Para Luis Eduardo Magalhães, no oeste baiano, as simulações indicam um cenário bastante diferente da temporada passada. Semeando a partir da segunda semana de outubro, os produtores teriam de 95% a 89% da produtividade estimada alcançada, variando de acordo com o ciclo pretendido.

Considerando um solo arenoso, plantio em 10 de outubro e ciclo de 110 dias, a produção poderia perder rendimento na última fase do desenvolvimento [no final de janeiro] onde as previsões indicam um excedente de chuvas que causaria a queda de 6% na produtividade final.

Por Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário