Amaranthus Palmeri, planta daninha identificada em 2015 no MT, segue sendo monitorada por sua elevada agressividade

Publicado em 29/08/2018 15:17 e atualizado em 29/08/2018 16:26
806 exibições
Amaranthus Palmeri está entre as daninhas de maior dificuldade de controle nos EUA
Anderson Cavenaghi - Professor Univag

Podcast

Entrevista com Anderson Cavenaghi - Professor Univag

Download

LOGO nalogo

Considerada uma planta daninha de difícil controle, a Amaranthus Palmeri foi identificada em 2015 no estado do Mato Grosso. Em função da elevada agressividade a planta segue sendo monitorada por pesquisadores.   

De acordo com o professor da Univag, Anderson Cavenaghi, a espécie pode ter chegado ao Brasil através de alguma colheitadeira importada dos Estados Unidos. “Mesmo com laudo de limpeza do país de origem, fica resíduo dentro e se a própria propriedade não fizer a limpeza pode distribuir as plantas”, afirma.

Após o surgimento da espécie no Brasil, foram realizadas diversas reuniões com o Ministério da Agricultura e o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), em que criaram normativas para que as propriedades seguissem todas as orientações. “Foram feitas diversas pesquisas para descobrir produtos alternativos para o produtor fazer o melhor controle. Atualmente, as plantas estão localizadas no médio norte do estado”, ressalta.

Tags:
Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário