Exposição nas redes sociais e ações diretas ou indiretas de funcionários motivam roubos e furtos nas propriedades rurais

Publicado em 12/04/2019 14:14 e atualizado em 12/04/2019 15:35
1743 exibições
Aumento da insegurança no campo requer nova postura dos produtores rurais que precisam investir no diagnóstico de risco da propriedade
Carlos Zumerle - Consultor de Segurança na Agro Zeta

Podcast

Entrevista com Carlos Zumerle - Consultor de Segurança na Agro Zeta sobre a Segurança na propriedade rural

Download

 

LOGO nalogo

Carlos Zumerle, consultor de segurança na Agro Zeta, esteve nos estúdios do Notícias Agrícolas nesta sexta-feira (12) para destacar uma questão bastante importante para o produtor rural: a insegurança no campo.

O objetivo com essa entrevista foi entender o porquê de o produtor rural estar tão vulnerável a esse tipo de situação. É um problema que vem se agravando e que afeta questões específicas, como os insumos, o gado, as cargas e o maquinário.

Zumerle visualiza que existem quadrilhas especializadas neste tipo de roubo, que buscam informações diretamente na propriedade. Essas quadrilhas sabem quando o produto estará lá, bem como estão atentas às informações nas redes sociais.

Um estudo feito pelo Instituto CNA também identifica que essas quadrilhas roubam o produto e já possuem um local onde entregar dentro da cidade. De acordo com os resultados, 37% das cargas roubadas são encontradas a menos de 20km dos municípios. 28% das cargas, entre 21 e 50km. Posteriormente, 3% das cargas são encontradas entre 51km e 100km e apenas 1% são encontradas em mais de 100km. 32% delas não foram declaradas.

Confira a entrevista completa com Carlos Zumerle

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário