Fertilizantes: preço de fosfatado é um dos mais baixos dos últimos 10 anos. Relação de troca com a soja está 10% abaixo da média

Publicado em 24/09/2019 14:06 e atualizado em 24/09/2019 16:13
3152 exibições
Entenda relação de troca: em média, são necessários 17,5 sacas de soja para comprar uma tonelada de MAP . Nesse momento essa relação é de 15,7 sacas para uma tonelada
Marcelo Mello - Gerente da Mesa de Fertilizantes na INTL FCStone

Podcast

Fertilizantes - Entrevista com Marcelo Mello - Gerente da Mesa de Fertilizantes na INTL FCStone

Download

LOGO nalogo

Após os ataques nas refinarias na Arábia Saudita, o mercado de fertilizantes ascendeu um alerta também para os produtores brasileiros. Para entender melhor o futuro desse mercado e quais as estimativas para os próximos dias, o Notícias Agrícolas conversou nesta terça-feira (24) com Marcelo Mello - Gerente da Mesa de Fertilizantes na INTL FCStone. 

No primeiro momento, os ataques trouxeram um impacto forte nos preços do petróleo, mas aos poucos o mercado vem retornando às normalidades. "Acho que é importante considerar que a Arábia Saudita é um importante polo produtor tanto de fosfatado quanto de nitrogenados e um acirramento do conflito é muito perigoso", afirma. 

Segundo ele, no caso dos fosfatado a Arábia Saudita produz uma média de 5% do consumo mudial - 6 milhões de toneladas/ano. "Então se você tiver uma dificuldade de escoamento ou produção desse volume, essa situção onde nós temos o menor preço dos últimos dez anos pode ficar pra trás, poderia subir", explica. Ele afirma ainda que atualmente o mercado tem o menor preço da última década. 

Cerca de dez dias após os ataques, de acordo com o especialista, a tensão ainda existe, mas aparentemente está sob controle. "Há também uma discussão importante entre EUA e Irã. Estados Unidos querendo um negociação de um contrato, um acordo nuclear em termos diferentes do havia sido assinado pelo Barack Obama, causando esse embargo ecônomico entre Estados Unidos e Irã. Já há uma tensão e agora está um pouco mais complicado por conta dessa situação na Árabia Saudita", comenta. 

Diante desse cenário, é importante que o produtor fique atentos as questões de preço nos próximos dias. "Nós estamos começando o plantio dessa safra de soja agora em dezembro, pra esse ano já está tudo comprado, mas como preço é o menor preço dos últimos dez anos, é uma compra excelente para as várias safras que vamos ter ano que vem", afirma. 

Para ele, apesar do preço baixo, é díficil para o produtor comprar os fertilizantes neste momento, mas afirma que os produtores têm outras alternativas para garantir os preços baixos. "É possível hoje em dia comprar um contrato de derivativos de fosfatado para meses adiante e com isso garantir esse patamar de preço e efetuar sua compra lá na frente", explica. Ele orienta conversar com corretores mundiais, onde seja possível fazer uma operação chamada de "mercado de balcão". 

Ele afirma ainda que não é possível mensurar quanto tempo o preço continuará em baixa. "Em meados de novembro nós entramos no período de menor demanda mundial para fosfatado, então tecnicamente você não teria algum problema inesperado", explica. Segundo o especialista, os preços tendem a voltar a subir no início de 2020, quando os EUA precisarão repor os estoques de fertilizantes. 

O especialista mantém a orientação de compra de contratos também para o nitrogenado, que não está nos patamares de valores mais baixos, mas também não está acima da normalidade. "O nitrogenado é muito volátil, ele vai subir ano que vem. Até porque os Estados Unidos deve plantar muito milho ano que vem", explica justificando a alta na demanda. 

Confira a análise completa no vídeo acima 

Por: Alksander Horta e Virgínia
Fonte: Notícias Agrícolas

3 comentários

  • sandro roberto lautert condor - RS

    Impossível esta troca de 15,7.... esta reportagem, ou fonte, não condiz a com a realidade...

    2
    • José Bichuette Assumpção

      Sandro, a relação de troca (RT) mencionada é com base nos preços de MAP (fosfatados de alto teor; não vale para SSP) e soja, ambos colocados em Paranaguá. E de fato, a RT atual em Paranaguá é 10% menor que a RT média Paranaguá dos últimos 7 anos. Evidentemente, a RT em cada localidade brasileira tem que ser ajustada, calculando os fretes e outros custos. O valor da saca de soja no MT, normalmente é menor que em Paranaguá devido ao frete (às vezes pode ser maior, impactado por um "basis" local, relacionado à uma demanda muito forte na entresafra). Já o fertilizante terá um valor no MT normalmente maior dado o frete.

      1
  • Lucas Antoniolli Jaciara - MT

    Aqui no Mato Grosso a situação dos fosfatados está bem diferente disso... As cotações da bolsa chegam diferentes aqui pra gente...

    A relação por tonelada do MAP à vista está mais de 28 sacas de soja.

    2
    • José Bichuette Assumpção

      Lucas, a relação de troca (RT) mencionada é com base nos preços de MAP (fosfatados de alto teor; não vale para SSP) e soja, ambos colocados em Paranaguá. E de fato, a RT atual em Paranaguá é 10% menor que a RT média Paranaguá dos últimos 7 anos. Evidentemente, a RT em cada localidade brasileira tem que ser ajustada, calculando os fretes e outros custos. O valor da saca de soja no MT, normalmente é menor que em Paranaguá devido ao frete (às vezes pode ser maior, impactado por um "basis" local, relacionado à uma demanda muito forte na entresafra). Já o fertilizante terá um valor no MT normalmente maior dado o frete.

      0
    • José Bichuette Assumpção

      Lucas, calculamos a relação de troca (RT) entre MAP e Soja em Rondonópolis MT. Assim como em Paranaguá, a RT atual está bem melhor que a média. A média dos últimos 7 anos é de 27,7 scs/ton de MAP. Hoje a RT é de 23,63 , ou seja, 14% abaixo da média.

      0
    • Lucas Antoniolli Jaciara - MT

      Entendo que o frete onera (e muito) essa RT, José, mas para que a RT entre MAP e soja em Rondonopolis chegue à casa das 23 sacas, o MAP deveria estar sendo vendido a U$ 450,00 e o mercado não está rodando nesses patamares... Mas deixando de lado as divergencias quanto à RT, achei muito interessante essa opção de negociar o MAP na bolsa... Pode trazer mais segurança as nossas margens...

      0
  • Cácio Ribeiro de Paula Bela Vista de Goiás - GO

    Em compensação, os POTÁSSICOS e os NITROGENADOS...,, preços lá nas alturas!!!

    1