Como ficam as operações de barter com o avanço das novas medidas de financiamentos previstas na MP do Agro

Publicado em 07/04/2020 15:44 e atualizado em 07/04/2020 17:07 2405 exibições
Carlos Eduardo Branduliz - Ger. Nacional de Operações de Barter da Divisão Agrícola da Bayer
Diretor da Bayer explica que ferramenta vai continuar ativa e com algumas evoluções para ampliar participação do produtor rural nas eventuais altas de preços em produtos contratados

Podcast

Operações de barter podem ajudar o agricultor - Entrevista com Carlos Eduardo Branduliz - Ger. Nacional de Operações de Barter

Download

LOGO nalogo

A diversificação no uso das ferramentas financeiras é um ponto ressaltdo pelo gerente nacional de operações de barter da divisão agrícola da Bayer, Carlos Eduardo Brandaluiz. Segundo ele, mesmo quando a MP do agro for sancionada, o barter deve continuar a ser uma operação importante para o produtor, não apenas pela troca de insumos, mas também para agregar valor. 

De acordo com Brandaluiz, o barter é interessante ao produtor porque é uma modalidade na qual é possível trocar parte da produção pelos insumos que serão utilizados na próxima safra. 

"É uma operação futura, e de partida, o produtor já tem condições de precificar quanto ele vai investir na compra dos insumos", explica.

Ele explica que a modalidade tem uma participação expressiva na indústria de defensivos, e representa em torno de 20% a 25% dos negócios realizados, principalmente nas culturas de algodão e soja.

Em relação à agregação de valor, Brandaluiz dá o exemplo de uma operação de barter de algodão, na qual a discussão não ficou apenas na paridade de quantas arrobas seriam necessárias para adquirir o portifólio de produtos.

"Como o nível de preço em Nova Iorque não era tão atrativo no entendimento do agricultor e ele quer participar de eventuais movimentos de alta, estruturamos uma série de incentivos financeiros com os quais o produtor, além de fazer a fixação da paridade conosco, também ficou livre para participar de eventuais altas nesse mercado". 

De acordo com ele, a flexibilização que a MP do agro vai trazer será benéfica para todos, já que a diversificação é importante quando se trata de operações de longo prazo. 

"As negociações dentro da MP do agro podem ser ampliadas na questão do barter, com relação separação de garantias que pode suportar e facilitar e avançar na evolução desta modalidade. A MP vem para aumentar essa oferta inclusive no quesito de garantias". 

Por:
Aleksander Horta e Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário