Desfolha do algodão ganha eficiência com o óleo de milho IOP, diz produtor de Chapadão (MS)

Publicado em 29/07/2020 14:20 e atualizado em 29/07/2020 17:43 1035 exibições
Reginaldo Vilela e Luiz Carlos da Silva - Engenheiro Agrônomo e Gerente da Propriedade
Reginaldo Vilela e Luiz Carlos da Silva, de Chapadão do Sul (MS) contam suas experiências com o IOP no algodão

Podcast

Entrevista com Reginaldo Vilela e Luiz Carlos da Silva sobre a Experiência com o IOP

Download

Desta vez o Notícias Agrícolas está mostrando a eficiencia do IOP na cultura do algodão. Para tanto se baseou nas experiencia do eng. agronomo Luiz Carlos da Silva, gerente da fazenda Bom Jesus, em Chapadão do Sul (MS), que, junto com o eng. agronomo Reginaldo Vilela, da Attual, usaram o óleo de milho da Impasa, o IOP, na desfolha do algodoeiro. O resultado foi uma colheita mais limpa, desde as folhas de cima até o "baixeiro".

Luiz Carlos conta:

"Sempre foi uma dificuldade usar o óleo no serviço de defolha e maturação; os resíduos atingiam as fibras, trazendo perdas (ágio/deságio) nas plumas. Com o IOP, a mistura ficou mais adequada, trazendo ganhos financeiros na colheita, com um capúlio mais limpo e sem perdas na qualidade das fibras".

O IOP é uma emulsão de óleo de milho com adjuvante na mesma mistura, e é uma inovação da Impasa.

(acompanhe o depoimento acima).

Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário