Dia excepcional com boas chuvas, PIB do País subindo 7,7%, e a chacoalhada da Mazé, professora do MT

Publicado em 03/12/2020 15:18 e atualizado em 03/12/2020 15:55 1207 exibições
Tempo & Dinheiro - Com João Batista Olivi
Acompanhe a íntegra do Tempo&Dinheiro desta quinta-feira, 3 de dezembro/20, com apresentação de João Batista Olivi

celulares mp - mt

Cenário para PIB em 2020 segue inalterado e poupança dá confiança sobre fim de auxílio, diz Sachsida

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O cenário geral para 2020 segue o mesmo após a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre, analisou o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, pontuando que o Ministério da Economia irá manter sua perspectiva de contração da atividade de 4,5% para este ano.

Em entrevista à Reuters, ele também frisou que o dado de poupança divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE dá amparo à visão de que a economia terá força o suficiente para engatar em 2021 mesmo sem ser do governo. Iniciativa de maior vulto para enfrentamento à crise do coronavírus, o auxílio emergencial terminará em dezembro, ao custo total de 321,8 bilhões de reais.

Sachsida ressaltou que, se de um lado a alta do PIB de 7,7% no terceiro trimestre sobre os três meses anteriores ficou abaixo do patamar de mais de 8% esperado por muitos, por outro, houve revisão da queda no segundo trimestre a 10 , 9% contra o mesmo trimestre de 2019, sobre 11,4% antes.

"A gente tem que olhar o resultado conjuntamente. Por quê? Porque o segundo trimestre veio melhor também, houve revisão de 0,5 ponto", disse Sachsida.

"Então quando você olha no conjunto, e acima de tudo com esse dado de poupança, ele nos dá muita convicção de que a economia continua avançando e vai ter a tração necessária para o início de 2021 sem a necessidade de necessário de governo", complementou.

A própria Secretaria de Política Econômica (SPE) anterior que o PIB do terceiro trimestre subiria 8,3%. Comparação com igual período do ano passado, uma perspectiva da secretaria era de queda de 3,9%, percentual confirmado nesta manhã pelo IBGE.

"Quando você olha no conjunto das revisões que ocorreram, o segundo trimestre veio melhor e isso mais ou menos gera o mesmo impacto para o ano. Ou seja, a grande figura para o ano continua uma recuperação forte no terceiro e quarto trimestres", afirmou Sachsida.

Ele reforçou que, enquanto no terceiro trimestre esse movimento teve protagonismo da indústria e do comércio, nos últimos três meses do ano a maior recuperação virá do setor de serviços.

Segundo o secretário, a previsão da SPE continua sendo de queda do PIB brasileiro de 4,5% para 2020, projeção que foi melhorada no mês passado de um recuo de 4,7% visto antes.

POUPANÇA É CHAVE

Sachsida sublinhou ainda que os dados divulgados nesta manhã pelo IBGE em relação à taxa de poupança também dão confiança quanto à força da retomada para 2021. A SPE prevê que PIB subirá 3,2% no ano que vem.

No terceiro trimestre, um taxa de poupança foi de 17,3% do PIB, maior valor para o período desde 2013 e com elevação de 3,7 pontos sobre igual trimestre de 2019. A SPE ressaltou que esta foi a maior expansão interanual para o período desde o início da série do IBGE.

Para Sachsida, os dados mostram que houve economia generalizada em função das restrições impostas pela pandemia.

"Em outras palavras, várias pessoas que receberam o auxílio emergencial conseguiram poupar desse recurso. Várias pessoas da classe média conseguiram economizar e poupar dinheiro gastando menos com transporte, resultante a trabalhar em home office. Várias pessoas da classe média alta economizaram porque não iam em restaurante. Várias pessoas ricas economizaram mais porque não viajaram ", exemplificou.

"Então você tem uma poupança espalhada por todos os estratos de renda da população, que parte disso vai virar consumo no primeiro trimestre de 2021 e parte disso vai manter a oferta de crédito elevada também. Então isso ajuda na recuperação do primeiro semestre do ano que vem ", previu.

Em relação à agenda de reformas --ponto focal na avaliação do país por agentes de mercado--, Sachsida disse que está ficando claro que a pauta do governo tem parceria com o Congresso Nacional, já que apesar da crise houve aprovação a nova lei de falências e do novo marco do saneamento, além da apreciação parcial da autonomia do Banco Central e do novo marco para o gás.

Ele reconheceu, contudo, que para a economia voltar a crescer a taxas mais importantes, o Brasil deve insistir na agenda de reformas pró-mercado e na sua consolidação fiscal.

Vistas como cruciais para o controle das contas públicas e para possibilitar algum remanejamento de gastos sem infringir a regra do teto, as propostas ligadas ao Pacto Federativo, por exemplo, foram sentidas ao Congresso no fim do ano passado, mas ainda não avançaram.

Na visão do secretário, o importante é manter a sinalização de continuidade da agenda.

"Uma agenda de consolidação fiscal não acaba em 31 de dezembro, não é tudo ou nada, ela vai continuar", disse.

Operações de crédito rural no Brasil crescem 19% sem acumulado da safra, diz governo

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - As contratações das operações de crédito rural da safra 2020/2021 do Brasil aumentaram 19% no período de julho a novembro, para 108,75 bilhões de reais, à medida que o país busca uma nova colheita recorde de grãos , informado ao Ministério da Agricultura nesta segunda-feira.

O destaque dos cinco meses da aplicação dos recursos do Plano Safra 2020/2021 foi para os financiamentos de investimento, que aumentaram 46%, para 32,4 bilhões de reais, segundo nota do ministério.

As operações de créditos de custeio, cujo valor contratado foi de 60,27 bilhões de reais, tiveram alta de 13%.

Para industrialização, somaram 6,6 bilhões de reais, incremento de 9%.

O crédito para marketing teve queda de 7%, "em resposta ao cenário de preços econômicos elevados", disse o comunicado.

Entre os programas de investimento, destacam-se o Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), com 6,23 bilhões de reais, Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), com 1,06 bilhão de reais, e Programa de Incentivo à Irrigação e à Produção em Ambiente Protegido (Moderinfra), com 521 milhões de reais.

O valor das contratações com recursos da fonte LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) contínuo inferior ao observado no mesmo período da safra passada, com decréscimo de 5%, para 12,41 bilhões, sem considerar como aquisições de CPR's (Cédulas de Produtos Rurais ) e as operações com agroindústrias.

PIB do 3º tri confirma que não há necessidade de solicitar do governo para 2021, diz Secretaria de Politica Economica

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia avaliou nesta quinta-feira que o crescimento econômico do terceiro trimestre, embora abaixo do esperado pelo mercado, confirme a retomada em V da atividade, quadro que dispensa a necessidade de administração do governo para o próximo ano.

Em nota, a SPE afirmou que os dados divulgados pelo IBGE mostram "forte recuperação da economia brasileira" e que os indicadores coincidentes persistência da tendência de crescimento do PIB para os últimos meses deste ano, confirmando expectativa de expansão elevada no segundo semestre de 2020 .

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil divulgou recuperação recorde no terceiro trimestre de 2020, de 7,7%, sobre os três meses anteriores, mas o desempenho ficou abaixo do crescimento de 9% esperado pelo mercado, segundo pesquisa da Reuters com analistas .

Um SPE próprio previsto um alto do PIB de 8,3% no terceiro trimestre.

"A forte recuperação da atividade, do emprego formal e do crédito neste semestre pavimentam o caminho para que a economia brasileira continue avançando no primeiro semestre de 2021 sem a necessidade de requerimentos governamentais", disse a SPE, em nota.

"É importante frisar que a retomada da atividade e do emprego, que ocorreu nos últimos meses, compensará a redução dos primeiros", completou.

Segundo a SPE, a melhora das condições financeiras também continuará impulsionando a atividade, em especial com a retomada da agenda de reformas.

Nos últimos dias, o Brasil viu a entrada de um fluxo maior de estrangeiros em meio a um cenário de forte liquidez nos mercados globais e ao bom humor com perspectivas mais concretas de vacinação para o coronavírus.

À medida que as reformas seguem em pauta no país, mas sem avanços até aqui, ao mesmo tempo em que persistem a dúvida sobre o Orçamento e da prorrogação de restantes para o ano que vem, quando a regra do teto de gastos voltará a valer.

Neste ano, o estado de calamidade pública abriu espaço para gastos extraordinários ligados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 sem a necessidade de cumprimento da regra. A maior despesa foi justamente com a concessão do auxílio emergencial: 321,8 bilhões de reais no total, contemplando pagamentos mensais de 600 reais aos beneficiários entre abril e setembro, e 300 reais de até o fim do ano.

Na visão da SPE, o aumento da taxa de poupança no terceiro trimestre, a 17,3% do PIB --maior valor para o período desde 2013--, mostra que a trajetória de consumo será suavizada no começo de 2021 sem a necessidade de novos administradores.

"O escudo de políticas sociais criado para amenizar o sofrimento econômico e social causado pela pandemia deve ser desarmado, dando espaço para uma agenda de reformas efetuada e consolidada fiscal –único meio para que a recuperação se mantenha pujante", disse.

"O único caminho que poderá gerar uma elevação do bem-estar dos brasileiros serão medidas que consolidem o lado fiscal de nossa economia e corrijam a má alocação de recursos, aumentem a produtividade e incentivem a expansão do setor privado", complementou uma secretaria.

Otimismo com economia e vacinas contra Covid-19 faz Ibovespa superar 113 mil pontos

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa superou os 113 mil pontos nesta quinta-feira, com ações atreladas ao setor de viagens e turismo entre os destaques positivos na esteira do otimismo sobre a vacinação contra o coronavírus, enquanto a economia brasileira crescimento teve recorde no terceiro trimestre, mas aquém do esperado.

Às 12:22, o Ibovespa subia 0,98 por cento, a 112.978,98 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 113.015,70 pontos. O volume financeiro somava 10,5 bilhões de reais.

O potencial das vacinas contra Covid-19 é "fenomenal" e "pode ​​virar o jogo", afirmou nesta quinta-feira o diretor regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Europa, Hans Kluge, um dia após o Reino Unido aprovar a vacina Pfizer / BioNTech, que também é analisada pelos Estados Unidos e União Europeia.

O PIB do Brasil cresceu 7,7% de julho a setembro na comparação com os três meses anteriores, no melhor desempenho desde o começo da série histórica, em 1996, embora abaixo das opções de analistas, que esperavam alta de 9,0% na comparação trimestral.

Na visão da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia, o crescimento econômico do terceiro trimestre confirma a retomada em V da atividade no país, quadro que dispensa a necessidade de necessário do governo para o próximo ano.

Em comentário a clientes, o BTG Pactual afirmou que o mercado pode contrabalançar momentos de estabilização com volatilidade nas próximas semanas, o que abre espaço para algumas operações principalmente com ações mais seletivas.

Ainda assim, e apesar das perspectivas animadoras para a economia global, a nota da área de gestão de recursos do banco de investimentos avalia que estrategicamente seria interessante colocar um pouco do lucro da renda no bolso, seria "uma redução técnica".

Em novembro, o Ibovespa acumulou alta de 15,9%, no melhor resultado para o mês desde 1990, com alguns papéis ganhos bem superiores, entre eles as empresas aéreas, entre as mais prejudicadas pela pandemia.

Mercado europeu termina com índice FTSE/100 a um máximo de 6 meses

LOGO REUTERS

(Reuters) - As ações encerraram praticamente estáveis ​​nesta quinta-feira, com uma valorização nos papéis de materiais e da Rolls-Royce ajudando a conter os dados pessimistas em torno da atividade empresarial local ea incerteza sobre um acordo comercial do Brexit.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,04%, a 1,513 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,01%, a 392 pontos.

O índice FTSE 100, de Londres, reverteu como perdas, atingindo um máximo em seis meses, com alta de 0,4%, enquanto as mineradoras Rio Tinto, Glencore e Anglo American constituíram as maiores altas diante de preços recordes do minério de ferro e ganhos do cobre.

Os papéis da Rolls-Royce subiram 16%, para o topo do índice de Londres, bem como do índice pan-europeu STOXX 600, depois da informação de que a companhia estava considerando uma possível reentrada no mercado de aviões de passageiros de pequeno porte.

A empresa de apostas Flutter Entertainment também esteve entre os maiores ganhadores do índice STOXX 600, subindo 6%, após um acordo de 4,18 bilhões de dólares sua participação na FanDuel para 95% e encerrar o envolvimento da Fastball na plataforma de apostas esportivas Aposta FOX online.

O apetite foi contido, entretanto, por comentários cautelosos em torno de um acordo comercial entre o Reino Unido e a União Europeia pós-Brexit. Ainda existem lacunas relevantes a serem preenchidos em três grandes questões nas, informaram autoridades da UE.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,42%, a 6.490 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX teve queda de 0,45%, a 13.252 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,16%, a 5.574 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse / Mib teve alta de 0,16%, a 22,007 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,24%, a 8.200 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,32%, a 4.639 pontos.

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas/Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Plínio LAVRAS - MG

    A economia deve estar se recuperando mesmo. A BR-381 está um trânsito intenso de caminhões e carretas. Tanto no sentido SP-BH, quanto BH-SP.

    1
    • Geraldo Emanuel Prizon Coromandel - MG

      A BR 365, entre Uberlândia e Patos de Minas, também está com um transito intenso, maior do que o de constume..

      0