Inflação mais que dobra em relação ao último ano e afeta diretamente o setor de alimentos

Publicado em 19/07/2021 18:57 e atualizado em 20/07/2021 12:12 598 exibições
Conexão Campo Cidade
Nos alimentos o aumento foi de 12,6%, nas carnes de 38% e nos óleos de 55%. Com taxa de 14 milhões de desempregados no país, bolha econômica gera preocupação

Podcast

Conexão Campo Cidade

Logotipo Notícias Agrícolas

O agronegócio e os setores urbanos estão intrinsecamente conectados, já que as cadeias produtivas de alimentos influenciam diretamente no cotidiano das cidades. Porém, muitos ruídos de comunicação entre as duas pontas geram discussões e desentendimentos que merecem atenção. Nesse contexto, o site Notícias agrícolas e a consultoria MPrado desenvolveram o projeto Conexão Campo e Cidade, que visa debater diversas questões relacionadas aos negócios que envolvem os ambientes urbanos e rurais.

Ivan-Wedekin

O que foi destaque no programa:

Inflação crescente.

Nos últimos 12 meses, os conflitos entre oferta e demanda gerados pela pandemia de Sars-CoV-2 acabaram afetando a inflação global. No Brasil, o IPCA mais que dobrou no último ano, indo de 4% a 8,35%, sendo que os alimentos subiram 12,6%, as carnes aumentaram 38% e os óleos subiram 55%. A inflação crescente e a taxa de desemprego, que afeta cerca de 14 milhões de brasileiros, pode gerar uma bolha na economia e atrasar ainda mais a recuperação do país.

Fundão eleitoral.

Mesmo diante da crise em que o país passa, o Congresso Nacional decidiu repassar quase R$ 6 bilhões para o Fundo Eleitoral, que será utilizado pelos partidos brasileiros nas eleições de 2022. Desde sua criação em 2017, esse é o maior repasse destinado ao fundo.

Tags:

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário