O papel do Estado para ajudar o agronegócio brasileiro: “diminuir os custos para quem produz”

Publicado em 24/01/2022 18:50 e atualizado em 31/01/2022 14:29 1591 exibições
Conexão Campo Cidade 24/01/2022
Presidente do IPA, instituto que atua na representação da agropecuária na política nacional, afirmou que governos devem estar focados na redução de custos para o produtor

Podcast

Conexão Campo Cidade

Logotipo Notícias Agrícolas

O agronegócio e os setores urbanos estão intrinsecamente conectados, já que as cadeias produtivas de alimentos influenciam diretamente no cotidiano das cidades. Porém, muitos ruídos de comunicação entre as duas pontas geram discussões e desentendimentos que merecem atenção. Nesse contexto, o site Notícias Agrícolas e a consultoria MPrado desenvolveram o projeto Conexão Campo e Cidade, que visa debater diversas questões relacionadas aos negócios que envolvem os ambientes urbanos e rurais.

Confira aqui todas as edições do Conexão Campo Cidade

Uma das principais questão que unem os interesses do campo e da cidade é a política. Por isso, na última segunda-feira (24), o programa recebeu como convidado Nilson Leitão, presidente do Instituto Pensar Agropecuária (IPA), que cumpre o propósito de representar a cadeia agropecuária brasileira junto às três esferas do poder (Legislativo, Executivo e Judiciário).

Nilson Leitão tem ampla experiência política e proximidade com o setor rural. No Mato Grosso, foi vereador e prefeito de Sinop e deputado estadual. Por oito anos, entre 2011 e 2019, foi deputado federal, onde desempenhou um papel fundamental junto ao agronegócio, integrando a bancada ruralista e se tornando líder da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

maxresdefault

Estado deve estar focado na redução de custos para o produtor

Nilson Leitão afirmou que o Estado brasileiro consegue ajudar o desenvolvimento do agronegócio, e em consequência da economia nacional, simplesmente diminuindo os custos para quem produz. “Automaticamente vai gerar mais emprego, mais renda, nossa concorrência vai ser muito maior com outros países”, frisou o presidente do IPA.

Porém, como Leitão e os integrantes do Conexão Campo Cidade ressaltaram, pouco se ouve a respeito de diminuição de custos dos candidatos brasileiros. De acordo com eles, existem pontos como a estrutura logística e a dependência internacional de insumos que poderiam ser melhorados por medidas políticas, que gerariam benefícios econômicos em cadeia, começando pela produção agropecuária.

Necessidade de organizar e unificar as demandas do agro

Dando continuidade ao assunto, Nilson Leitão afirmou que falta uma dos diferentes setores da agropecuária nacional para buscarem as mudanças que são realmente necessárias. Ele destacou que o cooperativismo no Brasil se organizou até se tornar o gigante que é hoje e tomou como exemplo o estado de Mato Grosso, que por muito tempo foi “o patinho feio do agro”, como ele disse, até que houve uma projeção de diversas associações, com o mesmo objetivo, para se tornar o gigante que é hoje.

Entretanto, hoje as associações defendem apenas os interesses do seu próprio setor. Segundo Leitão, é necessário que todas as demandas do agronegócio sejam reunidas e hierarquizadas. “Hoje todo mundo tem boa equipe e influência, mas todos precisam remar para o mesmo rumo, senão o barco começa a rodar”, avaliou o presidente. “Temos entidades maravilhas, mas agora precisamos ter um caminho só, uma agenda única colocada em prática”, completou.

Conflito entre Rússia e Ucrânia evidencia dependência brasileira da importação de insumos

Roberto Rodrigues chamou a atenção durante o programa para o conflito entre Rússia e Ucrânia. No ano passado, as restrições de exportação da Bielorrússia provocaram um expressivo aumento no valor do cloreto de potássio, responsável por 18% da produção mundial. Caso uma porcentagem ainda maior fique restrita para o mundo, o reflexo no preço pode ser gigantesco.

José Luiz Tejon opinou que não acredita em um conflito entre Rússia e Ucrânia, contudo destacou que o Brasil precisa aproveitar crises internacionais quando elas ocorrem. Ele lembrou que quando houve um embargo da Rússia para exportação de grãos, o Brasil soube aproveitar o momento. Da mesma forma, agora é o momento para ampliar o uso de bioinsumos e domínios de patentes genéticas.

Já Nilson Leitão, ressaltou que o Brasil precisa resolver esse problema internamente e usar todo seu potencial, pois os materiais químicos usados na produção agropecuária são praticamente todos importados.

Mudança da estrutura parlamentar do Brasil

Outro ponto abordado no programa foi a quantidade de partidos políticos no Brasil. Nilson Leitão afirmou que no país ocorre uma individualização de interesses e os partidos não têm uma uniformidade de interesses. Além disso, alguns partidos pequenos, que não têm sequer verba e tempo de televisão para a campanha, podem barrar projetos de lei, o que atrapalha algumas tramitações.

Para ele, existe uma necessidade de fortalecer as coligações partidárias e unir os partidos, de uma forma que reduza a quantidade dos mesmos. Ele também destacou que é autor de uma lei que reduz o número de parlamentares, mas esse é assunto bastante polêmico no país.

Roberto Rodrigues aproveitou o assunto para lembrar que no Brasil são destinados R$ 5 bilhões para o fundo eleitoral, enquanto que apenas R$ 1 bilhão é destinado para o seguro rural. Nesta crise de seca que passa a região Sul do Brasil, um recurso maior seria fundamental. “Se metade do fundo eleitoral fosse para o seguro rural, seria um sucesso para o Brasil inteiro. Tem que aproveitar o debate da eleição”, declarou Rodrigues.

Propaganda das grandes marcas com base na originação dos alimentos

Mais um tema levantado por Tejon, pensando na relação entre os agricultores e a cidade, foi a possibilidade que os diretores de marketing das grandes companhias têm de aproveitar o agronegócio como propaganda. Ele citou como exemplo a PepsiCo, que está estampando fotografias de produtores em suas embalagens. Com isso, as vendas têm aumentado, e essa é uma forma de ampliar o nível de confiança com os consumidores, estabelecido pelas famílias agrícolas.

“As marcas que chegam no consumidor final precisam mostrar a originação”. Ele citou também supermercados europeus, que estão pesquisando com os consumires se eles acreditam produtos mais baratos são provenientes da exploração dos agricultores. “Estamos indo para um patamar em que o ponto de venda é a família agrícola. Está na hora de agregar na marca o papel do originador”, finalizou Tejon.

 

Tags:
Por:
Igor Batista
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

6 comentários

  • Cesar Sandri Mineiros - GO

    Os críticos do "Comunismo " , um fantasma que criaram pra demonizar a Justiça Social , com Igualdade Racial , Comentem o fato de que Lula fez a melhor economia dos últimos tempos , segundo a FGV , que não é nada comunista , muito pelo contrário.

    Lula foi um dos maiores capitalistas nesse país : todo mundo ganhou $ ,o Brasil passou de 13a potência econômica em 2002 pra 6a em 2016 .

    De lá pra cá voltamos à 14a .

    Como que o PT quebrou o país ? Mostra os números

    Eu tenho os meus documentado

    O resto é Fake , base que elegeu esse governo .

    Mas poucos agricultores ainda não viram isso

    Semana passada representantes do Agro tiveram com Lula , e reclamaram muito dos juros atuais ,que na sua era foram os Menores , da falta de diplomacia ,que no seu governo ele abriu o comércio dos nossos produtos e os preços da carne e soja dispararam ...

    Então ,tragam números e não falácias

    60
    • carlo meloni sao paulo - SP

      CESAR SANDRI, eu por exemplo tenho medo de pessoas que tenham o seu discernimento---O Brasil nao foi pra tras como o

      senhor diz o PIB do Brasil foi de 6,26 trilhoes de reais em 2016 e 7,05 trilhoes de reais em 2020( em plena pandemia)----O fenomeno que o senhor mencionou aconteceu simplesmente por causa do dolar nao quer dizer que a economia foi pra tras----O senhor pede constatar que em 2020 apesar do pais estar totalmente fechado por causa da pandemia ainda foi

      conseguiu ser melhor que 2016 da Dilma--E' preciso tomar cuidado com as falsidades propaladas por petistas como Marcos Callas---

      6
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Também um sujeito que acredita em mudança climática provocada pelo ser humano, nem deve ser levado a sério.

      6
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Como o PT quebrou o país, Dilma não se elegeu senadora e não se elegia nem deputada em Minas, e o mula ladrão acho que nem candidato vai ser, essa imundicia que não vale a merda que minha cadela caga.

      7
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. Rodrigo, essa foi a "cereja do bolo", com relação ao "valor" do LULA LADRÃO !!! ... NÃO VALE O "TÔTÔ DA CADELA" !!! ... KKKK

      7
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. CESAR ... Qual p seu discernimento quanto à realidade?

      Sim, faço essa pergunta, pelo fato de você argumentar sobre "índices" apresentados por órgãos públicos da era petista.

      Tá, você é mais "sabido" aqui do espaço.

      ME RESPONDA !!! ...

      NA ELEIÇÃO DE 2018 O IBOPE DAVA HADDAD COMO VENCEDOR DO 2º TURNO !!!

      O IBOPE era o nome de instituto de pesquisa que fazia várias pesquisas eleitorais país afora.

      Qual é o nome atual desse lixo? Sim, porque ninguém mais acreditava nele ... & ... VEJA .... ELE TROCOU DE NOME !!!

      Ah! Quanto ao que você acredita ... É "pobrema" seu ... Agora, discutir com o intuito de "tentar" mudar a realidade ... Bem, aí já é um outro "pobrema" ...

      VOCÊ SABIA QUE A MENTIRA PODE SER FALADA & ESCRITA !!!

      ENTÃO ... TOME TENTO ... A ESCRITA TAMBÉM PODE SER MENTIRA !!! ... & ... VINDO DO PETISMO ... É o mesmo do que o resultado das pesquisas apresentadas de intenção de votos de 2022 ao LULA LADRÃO ... "CENTO E DEZ POR CENTO" (110%) !!!

      5
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      A probabilidade de "ser" (mentira) é os mesmos 110% do resultado da "pesquisa" ...

      São todos iguais !!! MENTEM ... MENTEM ... MENTEM ... MENTEM ... MENTEM ... MENTEM ... MENTEM ... MENTEM ... MENTEM ...

      Ufaaa ! Cansa de escrever. Mas, não existe "tinta" suficiente no mundo para escrever "MENTEM" !!! ... De cada mentira que esses petistas articulam ...

      O INDIVIDUO QUER FAZER "JUSTIÇA SOCIAL" ...

      AGORA EU VOU "XINGAR" ELE FEIO ....

      VAI TRABALHAR !!!! ....KKKKkkkkkkkk

      5
    • Rafael Antonio Tauffer Passo Fundo - RS

      Sim na época da PTzada foi uma maravilha, petrolão, mensalão, dinheiro na mala, dinheiro na cueca.

      4
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      VEJO que existe "método" !!! ... "MÉTODO" de um levantar a bola para outro "chutar" !!!

      Mas, dupla medíocre (CARLOS & SANDRI) ... Vocês aqui... Não vão "CHUTAR BOLA NA TRAVE ... QUEM DERA ... MARCAR GOL" !!!

      Pois, estão num site onde seus frequentadores são provenientes da área rural e, lá a FAMÍLIA, RELIGIÃO & PROPRIEDADE são os conceitos basilares na lapidação de seu CARATER ...

      É CARATER EXISTE, SABIA ??? Essa característica é comum nas pessoas de bem que trabalham para conseguir seu sustento.

      SÃO PESSOAS QUE VIVEM DIREITO ... & ... NÃO PESSOAS QUE VIVEM DO DIREITO !!!

      VOU TERMINAR COM O MAIS TERRIVEL DOS XINGAMENTOS À SUA CLASSE ...

      VAI TRABALHAR !!!

      4
    • Adalberto José Munhoz Campo Mourão - PR

      Boa tarde estou com 56 anos de idade nunca vi uma carapuça ficar tão bem, com certeza xingo também , vão trabalhar

      3
  • Elvio Zanini Sinop - MT

    0s agricultores tem que iniciar um movimento de REPUDIO dos Governos Estaduais , que Cobram dos Consumidores de derivados de Petróleo o ICMS fora da realidade : A Agricultura sofre com aumento de custos dos INSUMOS, CALCÁRIO, FRETES, DESPESAS DE COLHEITA e mais uma Infinidade de Itens. RESULTADO: Essa Prática provoca , maior custo para sobrevivência dos Cidadãos, e das famílias . Há 50 anos o I.U.M, (imposto Único s/Minerais era de 1% , quando eu ERA ( 60/70 ) contador de uma Empresa de Máquinas Agrícolas em Chapecó -SC. antiga Máquinas Agrícolas Baldissera... Tenho dito , Vejam o passado para não Cometerem Erros Futuros.

    1
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Sr. Elvio, muito bem lembrado, um dos ensinamentos de Marx foi esse, estatizar as propriedades pelo aumento dos impostos, os chamados impostos progressivos e não pelo confisco como fez Hugo Chavéz na Venezuela. Cobrando impostos abusivos o governo tem os produtores na coleira.

      4
  • Cesar Sandri Mineiros - GO

    É sempre a mesma a ladainha dos Liberais , os do Estado mínimo, os apoiadores do Guedes que faz a pior economia pós pandemia do mundo :

    Sucateiam as instituições governamentais, pra depois justificarem as privatizações.

    Foi assim com as Companhias Elétricas , e hoje temos a energia mais cara e a pior .

    Com a Petrobrás , hoje temos gasolina a R$ 7 .

    A Conab foi sucateada pelos governos liberais , pra fazerem o mesmo . Deixar o povo na mão dos grandes .

    Hoje temos os granjeiros passando dificuldade pq o papel da Conab está sendo boicotando

    Mas o produtor tá vendo a bucha que é seguir os liberais . Semana passada , representantes do Agro se reuniram com o Lula e reclamaram pra ele da situação atual .

    37
    • Elvio Zanini Sinop - MT

      Seria Uma Dádiva de Deus , se Os Últimos mandatários devolvessem os desvios que fazem falta aos Brasileiros mais Abandonados.

      4
    • Gilberto Rossetto Brianorte - MT

      Sr. Sandri, comece dizendo: nós os comunistas/ socialistas /progressistas, estivemos no poder nos últimos 24 anos - governo FHC + 16 anos governo PT e nada conseguimos resolver. Quase quebramos a Petrobrás + quebramos os Correios + criamos centenas de estatais que dão bilhões de prejuízos anuais + a louca presidentA interferiu no setor elétrico e causou prejuízos bilionários que estão sendo pagos pelos consumidores até hoje. Depois que o senhor dizer isso, ai vamos continuar a conversa sobre as políticas dos liberais e conservadores.

      5
    • carlo meloni sao paulo - SP

      ESSE ESPAÇO DE NA É ALEM DE TUDO DIVERTIDO----TEM GENTE QUE UMA HORA NOS CHAMA DE LIBERAIS E LOGO DEPOIS DE FASCISTAS KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      3
    • Namir Bertuol Londrina - PR

      Um pais que poderia ser o maior pais do mundo 24 anos da esquerda podre quebrando o pais. Não fazem nada para ajudar. Muda o congresso, a câmara dos deputados, mas o tipo de gente lá dentro é sempre o mesmo. Pais sem futuro

      0
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      CESAR, você tem "pobrema" !!!

      Foram os "liberais" que quebraram os Correios?

      Ah! Não vou perder meu tempo !!!

      Os "seus" ... "ROUBAM & MENTEM ... NA IDA & NA VOLTA" !!!

      OU SEJA ... DESDE SEMPRE !!!

      AH! ... "seus" ... significa "CHEFES DE QUADRILHA" !!!

      1
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    O que realmente importa foi deixado de lado aqui, qual o sentido de ter uma conab> Entidade que erra tudo sempre, faz os ajustes mais estapafúrdios e custa 5 bilhões aos pagadores de impostos, chega de impostores. Quantos bilhões a conab tira dos produtores brasileiros ao apresentar relatório que só podem ser corrigidos para baixo>

    4
    • Carlos William Nascimento Campo Mourão - PR

      Conab tira renda do produtor rural brasileiro e dá para compradores nacionais e estrangeiros. Nós produtores , estamos fornecendo comida barata para chinês, entre outros. Isso tem método. Não é simplesmente incompetência. Acontece desde sempre. Tá nas ventas desses burocratas o tamanho da tragédia no sul do Brasil, mas ainda dizem que no Rio Grande não perdeu um quilo de soja.

      5
    • Rafael Antonio Tauffer Passo Fundo - RS

      O Rio Grande do Sul já perdeu 50% da safra de soja ou seja já foram 10 milhões de toneladas. E ainda precisamos de chuva pelo menos até dia 10 de março.

      1
    • Leodir Vicente Sbaraine Terra Roxa - PR

      Paraná Idem, Sr. Rafael ...

      0
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Nilson Leitão vem com a velha ladainha de que se dermos poder a um único órgão as coisas se resolvem em BRASILIA !!!!!! Onde se viu alguma solução vinda de Brasilia> Só nabo na sociedade inteira. Eu defendo pequenas organizações descentralizadas defendendo seus próprios interesses sem interferencia de vacas sagradas que só atrasam o país.

    3
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    O presidente da Conab correu e o pessoal da centralização politica resolveu trazer o Nilson Leitão, prá quem não sabe já foi presidente da FPA. Essa mixórdia de partidos com interesses contraditórios. Na entrevista ele discursa em favor do fortalecimento dos partidos, esses mesmos partidos controlados por caciques que escolhem 100 nulidades e apresentam aos votantes...escolham um desses...candidatura sem filiação partidária nem pensar e é isso o que a sociedade quer, quem quiser ser partidário que seja, nada impede. Recall não querem nem ouvir falar, é a troca de politicos que não correspondem aos anseios dos que o elegeram...Voto distrital puro nem ouvir falar também aqui no Brasil, querem partidos fortes, planejamento central etc... coisas que não deram certo em nenhum lugar do mundo. Ele cita o MT como exemplo, é uma potencia sim, construida a base de muito estelionato que agora foi substituido pelas recuperações judiciais. Enfim, todos esses velhos que estão aí ajudaram a construir o modelo que existe hoje, reconhecem que não funciona e nos acenam com novas soluções para resolver os problemas que eles mesmos criaram...

    5
    • Hilario Bussolaro Cascavel - PR

      Sr Rodrigo sem dúvida alguma eles querem mudar porque a eles, essas raposas que estão a anos incrustada no sistema alterando, manipulando o povo, é só isso que a eles interessa o controle total das ações de todos. E assim caminha a humanidade onde hoje vemos políticos e membros do STF decidir a respeito de vacinar ou não vacinar, vemos eles decidirem quem vive e quem morre, quem trabalha e quem perde o emprego. É até difícil expressar a raiva que toma conta vendo tais desmandos, mentiras, povo dominado pelo barulho da mídia , sendo morto pelo medo da morte . Sem mais

      6
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Não culpo o "BOLSISTA DO AGRESTE" ... Ele é só mais um... que por falta de objetivo correto de vida ... USA A MÁXIMA DE LENIN...

      "Acuse-os do que você faz, chame-os do que você é" !!!

      Veja que quando ele aplica esse "ensinamento" leninista, ficamos indignados por sermos designados por uma classe de humanos inferior .... MAS, NÃO LIGUE !!!

      Ele só nos está chamando do que ele é !!!

      SIMPLES ASSIM !!!

      5