Chuvas causam perdas de até 10% nos 'baixeiros' do algodão do Oeste da Bahia

Publicado em 25/04/2019 10:27 e atualizado em 29/04/2019 14:06
1032 exibições
Produtor se vê num dilema: dessecar já (para diminuir custos) ou arriscar no aumento dos ponteiros
Luiz Antônio Pradella - Conselheiro Consultivo AIBA

Podcast

Entrevista com Luiz Antônio Pradella - Consultor AIBA

Download

O Oeste da Bahia tem, agora, a safra na reta final. É uma safra que pode ser considerada boa, embora apresente alguns problemas por conta do excesso de chuvas - principalmente no algodão. Estima-se uma perda de 10% na fase atual do cultivo, o que gera um dilema para o agricultor.

Luiz Pradela, Conselheiro Consultivo AIBA, conta que há uma dificuldade de abertura do baixeiro. O produtor deve conduzir essa lavoura para salvar os ponteiros e com isso ele possa conseguir recuperar a produção que está pendente no momento.

Há, ainda, o custo com o problema do bicudo, que envolve gastos com fungicidas. Essa é uma decisão que deve ser tomada, pois sempre aumenta custos e nem sempre se tem um resultado esperado. Mas, para Pradela, é uma boa aposta.

As informações da Associação dos Produtores de Algodão dão conta de que as perdas devem ocorrer, embora haja uma possibilidade de recuperação. Algumas decisões como o dia do plantio, a condução da lavoura e a tecnologia utilizada são fatores que podem ajudar bastante nessa hora.

Pradela ressalta que sempre tem que se buscar médias de produção de 10 anos para construir uma história. "Mas a agricultura é isso aí: dia a dia, pé no chão", aponta o Conselheiro da AIBA.

Tags:
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário