Boi continua firme com oferta escassa de animais, tanto pela menor produção quanto pela estratégia do pecuarista de participar menos no mercado

Publicado em 26/01/2016 11:05
Oferta de animais pode melhorar em fevereiro mas ainda deve ser restrita e firmeza nos preços da arroba tende a continuar

PODCAST

Podcast

Boi continua firme com oferta escassa de animais, tanto pela menor produção quanto pela estratégia do pecuarista de participar menos no mercado

Download
 

Mesmo em um período tradicional de safra, a oferta de boiadas continua restrita em boa parte das regiões produtoras. Além do atraso nas chuvas que retardou a terminação dos animais, os pecuaristas também adotaram a estratégia de menor participação no mercado neste inicio do ano, restringindo ainda mais a disponibilidade de gado no mercado.

Segundo o analista da Safras e Mercado, Fernando Henrique Iglesias, a melhora do clima tem possibilitado que os produtores mantenham seus animais na fazenda e, com maior prazo para negociar o melhor preço de venda.

"No mercado paulista os preços oscilam entre R$ 148,00/@ até R$ 150,00/@, com negócios acontecendo acima da referência dependendo da qualidade da boiada", destaca Iglesias.

De acordo com ele, a oferta poderá aumentar a partir de fevereiro, no entanto, ainda não será suficiente para causar alterações no movimento do mercado. "Considerando que o ano passado repetiu um padrão bastante similar, e mesmo com o mercado com melhor oferta os preços variaram entre R$ 145,00/@ a R$ 150,00/@ ficando em poucos momentos do ano abaixo desse patamar", explica.

Do lado da demanda interna o cenário não é tão otimista. Assim como ocorreu durante 2015, as projeções indicam menor consumo da população refletindo a crise econômica do país.

Um ponto positivo, no entanto, são as vendas externas. Com o taxa de câmbio em alta, a carne bovina brasileira tem ganhado espaço nos mercados internacionais, "no entanto, a oferta será o grande limitador para os volumes de embarque em 2016, então de uma maneira geral teremos preço firmes e com a demanda externa estável neste ano", destaca o analista.

Tags:
Por:
Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário