Consultor alerta para o bom momento de vendas do boi e que preços da arroba devem voltar a cair com melhora na oferta de animais

Publicado em 11/02/2016 11:41
Em SP a arroba do boi é negociada na casa dos R$ 152,00 mas mercado pode perder firmeza nos próximos dias

Podcast

Com melhora dA oferta de animais a partir da semana que vem, preços da arroba podem perder força e pressão negativa sobre as cotações deve começar

Download

O movimento de alta observado no mercado do boi desde o início do ano permanece nesta semana após o carnaval, mas as perspectivas são de que os preços podem começar a perder as firmeza nos próximos dias .

Para o consultor da Scot Consultoria, Alex Santos Lopes, ainda no decorrer da semana seguinte as indústrias entrarão com mais força no mercado para compor as escalas , já que nestes quatro dias de carnaval os abates não ocorreram e os estoques de carne foram utilizados.

Posteriormente, a demanda enfraquecida deve reduzir a necessidade de compra dos frigoríficos, que possivelmente voltarão a ofertar preços menores para a arroba. Além disso, "é esperado um pouco mais de oferta nas próximas semanas, primeiro porque na região centro-norte do país choveu, então parte da boiada que não foi terminada no final do ano passada deve chegar agora. E os pecuaristas também devem voltar a negociar após o final de carnaval", explica Lopes.

Esse aumento na oferta, contudo, não deve ser volumoso. Porém esse fator ancorado a um consumo interno bastante fragilizado pode trazer pressão as cotações.

Atualmente em São Paulo os negócios acontecem entre R$ 152,00/@ até R$ 154,00/@, com programações de abate em média de três dias. Neste patamar Lopes alerta para o bom momento de venda, considerando os altos níveis das cotações e a possibilidade de retração dos preços no curto prazo.

Reposição

Os preços dos animais de reposição continuam em alta assim como foi observado durante todo o ano passado. Com a baixa disponibilidade de animais, consequência do elevado abate de fêmeas em 2012 e 2013, as cotações sofrem pouca pressão negativa.

No entanto, o analista alerta que se a demanda continuar enfraquecendo o mercado de reposição terá dificuldade de se manter em patamares elevados nos próximos meses.

 

Tags:
Por:
Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário