Mercado do boi em SP, MG e MS ainda transita com preços médios praticados em novembro mesmo com a diminuição da oferta

Publicado em 27/11/2018 15:45 e atualizado em 27/11/2018 17:43
516 exibições
SP ainda varia de R$ 148/150, que, segundo o analista, não incorporou com força a menor oferta. Para dezembro deverá haver uma alta sazonal, pela demanda e por certa retenção de animais nos pastos.
Caio Toledo Godoy - Consultor em Gerenciamento de Riscos da INTL FCStone

Podcast

Entrevista com Caio Toledo Godoy sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, os preços médios praticados em novembro não acompanhou a movimentação do mercado financeiro e nem a diminuição da oferta.

 

De acordo com o Consultor em Gerenciamento de Riscos da INTL FCStone,  Caio Toledo Godoy, em São Paulo as referências da arroba se mantiveram estáveis ao longo do mês de novembro. “O mercado físico em São Paulo se manteve na faixa de R$ 148,00/@ a R$ 150,00/@, assim como nas regiões de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul”, afirma.

 

A consultoria observou que após o feriado da semana passada, os frigoríficos voltaram às compras com mais intensidade. “As plantas frigoríficas estavam com os estoques baixos, sendo que algumas empresas estavam quatros dias sem abate e estavam se preparando para montar estoque para a virada de mês”, destaca.

 

Ainda segundo o consultor, o preço da arroba devem se manter estáveis ao longo de dezembro com uma tendência de valorização em função da melhora da carne no mercado interno. Com a mudança no funrural, não é possível afirmar se terá oferta de gado para os próximos meses.

 

Ainda segundo o consultor, os confinadores maiores estão com problemas de barro e lama, sendo que muitos tiveram que negociar nos últimos dias. “Já aqueles que estão com o animal no pasto vai segurar para 2019 e pouquíssimos vão vender em dezembro, mas são pecuaristas que têm animais mais velhos”, ressalta.

Por: Giovanni Lorenzon e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário