Boi estacionou em Araçatuba/SP e produtores já controlam a engorda para não passar de [email protected]; JBS Lins traz animais do MS

Publicado em 26/04/2019 15:45 e atualizado em 26/04/2019 16:40
1614 exibições
Entre R$ 157 e 158/@ na região. Mercado avalia potencial de compras dos frigoríficos na véspera do feriado. Pastos tem bastante qualidade, mas a folga vai ter que ser dada até o final de maio.
Francisco de Assis Brandão Filho - Vice-Presidente do Siran

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Brandão Filho - Vice-Presidente do Siran sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

No município de Araçatuba/SP, as referências para a arroba do boi gordo estão permanecem estáveis ao redor de R$ 157,00 a R$ 158,00. Com isso, os pecuaristas estão realizando o controle dos pesos dos animais para não passar de 22 arrobas.

Segundo o vice-presidente do Sindicato Rural de Alta Noroeste (SIRAN), Francisco de Assis Brandão Filho, as indústrias frigoríficas conseguiram alongar as programações de abate. “Na última quarta-feira, eu tentei vender uma boiada e não consegui colocar nas escalas e se não tiver demanda e muita oferta os preços vão ficar próximos de R$ 157,00/@”, afirma.  

Com relação às pastagens, a liderança ressalta que a localidade recebeu chuvas regulares e os pastos apresentam boa qualidade. “Os produtores não estão precisando abater apressadamente. Dependendo do volume de precipitações daqui pra frente os pecuaristas vão precisar controlar o peso dos animais”, comenta.

Há uma movimentação de animais do Mato Grosso do Sul chegando aos frigoríficos da região para ser abatidos. “Essa semana eu fui até Andradina (MS) e cruzei com caminhões do JBS da cidade de Lins (SP) trazendo bois de lá para a nossa região. Como as escalas não estavam andando, eles foram buscar animais por lá”, diz.

Por: Giovanni Lorenzon e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário