Oferta de boi sobe em todos estados; B3 tem 14,3 mil contratos em aberto e cresce 'opções' com queda do outubro

Publicado em 29/05/2019 12:59 e atualizado em 29/05/2019 14:37
709 exibições
Enquanto o físico em SP pode cair para 151,50 ou mesmo R$ 150, segundo a Radar, e com poucas chances de alta na semana de pagamento do junho, produtores e outros agentes vão ao mercado financeiro buscar proteção. Dos contratos em aberto, mais de 9 mil são para outubro.
Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos

Podcast

Entrevista com Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Com as temperaturas mais baixas nesta semana, a oferta de animais aumentou na maioria dos estados. No caso do mercado futuro, a Bolsa Brasileira (B3) conta com 14,3 mil contratos em aberto, sendo que  9 mil contratos em abertos estão fixados no mês de outubro.

De acordo com o Sócio da Radar Investimentos, Douglas Coelho, a pressão baixista no mercado tem se intensificado nos últimos dias. “Não só em São Paulo como também nas praças vizinhas e observamos uma redução nos preços balcão. O que podemos afirmar é que estamos apenas no início da desova”, aponta.

Atualmente, a média das referências para o boi gordo está ao redor de R$ 151,50/@. “A pressão é continua e boa parte dos frigoríficos possuem escalas para os dias 05 a 06 de junho. Com isso, não tem a necessidade de ofertar preços maiores neste momento”, comenta.

Nesta semana, a carne no atacado registrou um recuo nas cotações e os valores que estavam ao redor de R$ 10,10/kg agora estão próximos de R$ 9,95/kg. “Então essa margem ficou um pouco mais estreita, mas é possível pensar que os frigoríficos vão tentar se proteger um pouco  dessa situação”, relata.

Tags:
Por: Giovanni Lorenzon e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário