Criador perde com recuo do boi em GO e só conseguirá compensar com vendas de bezerros se tiver escala

Publicado em 30/05/2019 13:12 e atualizado em 30/05/2019 14:52
698 exibições
Bezerro macho entre R$ 1,2 e R$ 1,3 mil e bezerras em torno de R$ 350 a menos. Pequeno produtor vende animais ainda desmamando para preservar as vacas. E diminui lotação para não arcar com custo de suplementação na entressafra.
Silas de Aquino Gouveia - Presidente do sindicato Rural de Vianópolis

Podcast

Mercado do Boi Gordo - Silas de Aquino Gouveia - Presidente do sindicato Rural de Vianópolis

Download

LOGO nalogo

Na região de Vianópolis/GO, para os pequenos pecuaristas que atuam na cria e recria estão perdendo as margens de lucro com o bezerro com o recuo nas cotações do boi gordo. No entanto, os produtores rurais podem compensar essas perdas com as vendas de animais jovens quando as escalas de abate estiverem mais curtas.

Segundo o Presidente do Sindicato Rural da localidade, Silas de Aquino Gouveia, se o preço da arroba do boi gordo tem uma queda automaticamente cai o interesse de compra dos bezerros. “No meu caso, eu não compro para revender já que eu só vendo aquilo que produzo. Eu prefiro não fazer negócios dessa maneira, e sim, dar mais valor ao que eu produzi”, aponta.

Atualmente, as referências para o bezerro macho estão ao redor de R$ 1, 200 a R$ 1, 300 na região. Já os preços das fêmeas estão R$ 350,00 a menos que dos machos na localidade. “Eu não espero muito para negociar para não prejudicar a mãe, sendo que neste período de seca eu não deixo o animal ficar muito grande”, comenta.

Com relação ao descarte de animais, a liderança salienta que os descartes na propriedade são realizados quando as vacas estão bem cansadas. “Eu prefiro vender as vacas mais velhas a esperar que ela morra no pasto ou então no curral por algum motivo”, acrescenta.

Por: Giovanni Lorenzon e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário