Frigoríficos retomam compras mas reduzem em cerca de 1% valor pago pela @ em SP com efeito China e demanda interna fraca

Publicado em 05/06/2019 13:32 e atualizado em 05/06/2019 17:03
404 exibições
Escalas de abate são de 7 dias em SP . Desde o início de maio queda nos preços da arroba soma R$ 4,00
Felippe Reis - Analista da Scot Consultoria

Podcast

Entrevista com Felippe Reis - Analista da Scot Consultoria sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

As indústrias frigoríficas do estado de São Paulo retomaram as compras nesta quarta-feira (04). Porém, as empresas reduziram os valores pagos da arroba em 1%  em relação ao fechamento de ontem devido aos efeitos da suspensão das exportações para a China e a demanda enfraquecida no mercado interno.

De acordo com o analista da Scot Consultoria, Felippe Reis, houve queda de preços da arroba em algumas regiões no estado de São Paulo. “Isso se justifica pelo o escoamento lento no mercado interno e as escalas de abate confortáveis em que podem ofertar valores menores já que não tem necessidade de ampliar os estoques”, comenta.

Algumas indústrias que trabalham com exportações para a China perderam a demanda por conta da suspensão do Ministério da Agricultura. “Quando acontece um incidente desse é natural que o local de origem registre uma queda nas vendas. Por outro lado, outros países continuam comprando carne bovina do Brasil normalmente”, afirma.

No mês de maio, o Brasil foi responsável por exportar aproximadamente 121 mil toneladas de carne bovina in natura. “Esse é o segundo maior resultado para o mês de toda a série histórica, na qual fica atrás apenas de 2017. Então, nós ainda temos um cenário de exportação de carne bovina em ritmo forte e a tendência é que recupere essas perdas assim que voltar”, pontua.

Atualmente, as referências da arroba no estado de São Paulo estão ao redor R$ 152,00, a vista e livre de funrural. Ontem, os preços giravam ao redor de R$ 153,50/@ e no mês passados os valores estavam nos patamares de R$ 156,00/@. “Ou seja, registrou um recuo de quatros reais nos últimos trinta dias enquanto que a carne bovina no atacado caiu  R$ 0,15 centavos em um mês”, aponta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário